Artistas internacionais juntam-se à Orquestra de Jazz para concertos especiais de Natal

Concertos integram o ciclo “In a Christmas High”

Hugo Lippi, Ilse Huizinga e Hugo Alves

Vão ser concertos especiais em que não faltarão as músicas de Natal. A Orquestra de Jazz do Algarve convidou a cantora holandesa Ilse Huizinga e o guitarrista francês Hugo Lippi para espetáculos «memoráveis» em Loulé, Lagoa e Tavira, a realizarem-se esta sexta-feira, sábado e domingo, respetivamente.

No fundo, estes vão ser concertos em que haverá ritmos do «jazz, mas também músicas muito conhecidas de Natal, com um arranjo espetacular», disse Ilse Huizinga, em entrevista ao Sul Informação. 

Os concertos vão ser no Mercado de Loulé (esta sexta-feira, às 21h30), no Auditório Municipal de Lagoa, no sábado, dia 15, às 21h30, e na Igreja da Misericórdia, em Tavira, no domingo, dia 16, às 16h00.

«Tenho expetativas grandes para os espetáculos. Gosto muito da ideia de uma orquestra internacional, não só com pessoas portuguesas, mas juntando gente de outras nacionalidades, como eu a cantar, ou o Hugo, que é francês, na guitarra», acrescentou a cantora holandesa. Esse é, também, o «espírito do Natal», como referiu ao nosso jornal.

Hugo Lippi, o outro artista convidado, confessou ao Sul Informação estar ansioso por estes três concertos. «Para mim, é um momento único, porque é a primeira vez que estou com a Orquestra, mas olhei para o repertório, ouvi-o e gostei muito».

É que esta tour de Natal é mesmo «especial», segundo Hugo Alves, diretor artístico da Orquestra de Jazz do Algarve.

«As contratações que fazemos têm sempre a sua dificuldade, mas conseguimos estes dois convidados que vão assegurar, em conjunto connosco, música de jazz e também de Natal», disse, em entrevista ao Sul Informação.

Os concertos em Loulé e Tavira vão ser de entrada gratuita, mas, para o espetáculo em Lagoa, é necessário adquirir bilhete, algo que pode ser feito aqui. «As vendas de ingressos estão a correr bem. O Auditório Municipal, em princípio, estará esgotado», perspetivou Hugo Alves.

É também isso que espera Ilse Huizinga. «Conto sempre com muito público e entusiasmado», disse, entre risos, ao nosso jornal.

Recentemente, soube-se que a Orquestra de Jazz do Algarve vai profissionalizar a sua estrutura, com o apoio de todos os municípios, naquela que é uma «ótima notícia», nas palavras de Hugo Alves.

«Temos de agradecer a todo o Algarve. O carinho do público, nestes 15 anos, mostra a importância do projeto e os municípios têm reconhecido o nosso valor. Agora, todas as autarquias vão-nos ajudar financeiramente e vamos, com isso, conseguir ter mais apresentações».

«Temos sido um grande cartão da região e, por isso, agradeço a todos os autarcas e garanto que vamos devolver tudo isso em música», concluiu o trompetista e diretor da OJA.

Estes concertos do ciclo “In a Christmas High”, organizado pela Orquestra de Jazz do Algarve, têm o apoio do Ministério da Cultura, da Direção Geral das Artes e dos municípios de Loulé, Lagoa e Tavira.

Comentários

pub
pub