Parlamento aprova por unanimidade proposta do BE para avanço do Hospital Central do Algarve

Proposta foi aprovado no mesmo dia em que outra do PSD foi chumbada

Créditos: Depositphotos

O Parlamento aprovou, esta quarta-feira, 28 de Novembro, por unanimidade, uma proposta do Bloco de Esquerda, de alteração ao Orçamento de Estado, para que, em 2019, comecem os «procedimentos» com vista à construção do Hospital Central do Algarve. 

Esta proposta contou com os votos favoráveis de todas as bancadas (PS, PSD, CDS, Bloco de Esquerda, PAN, PCP e Verdes).

No documento, apresentado pelo BE, pede-se que, em 2019, se iniciem os «procedimentos com vista à construção dos novos hospitais de Barcelos, da Póvoa de Varzim e do Algarve, bem como os procedimentos necessários para a ampliação do hospital José Joaquim Fernandes, em Beja».

Segundo o Bloco, «são necessários novos equipamentos, além dos hospitais cuja construção já foi aprovada em orçamentos anteriores (Évora, Lisboa Oriental, Seixal e Funchal). Os novos hospitais de Barcelos, Póvoa de Varzim e Algarve são uma necessidade para as populações e para o Serviço Nacional de Saúde».

Esta proposta foi votada no mesmo dia em que uma outra, do PSD, também relativa ao Hospital Central, foi chumbada. João Vasconcelos, deputado do Bloco de Esquerda contactado pelo Sul Informação, disse que tal aconteceu porque a proposta do PSD foi a votação «depois».

«Era uma proposta que remetia para um despacho de 2006 que está desatualizado e que não era muito concreto», considerou o parlamentar algarvio. PS, PCP e Bloco votaram contra essa proposta dos social-democratas, com abstenções de CDS, Verdes e PAN.

A proposta apresentada pelo PSD pedia ao Governo que «desse cumprimento à lista de prioridades de novos hospitais fixadas por despacho, em 2006, após estudo técnico ordenado pelo Governo de então», tinha explicado ontem o PSD, em comunicado.

A proposta do BE, para o início dos «procedimentos» referentes ao Hospital Central do Algarve, aprovada ontem por unanimidade, será incluída na redação do Orçamento de Estado para 2019, que hoje foi aprovado na Assembleia da República, em votação final global, com os votos do PS, BE, PCP, PEV e PAN. PSD e CDS votaram contra.

Comentários

pub
pub