Organista da Sé de Coimbra é o músico convidado para fechar o Festival de Órgão em Tavira

Concerto na Igreja da Misericórdia, em Tavira, tem entrada livre

O músico Paulo Bernardino, com Patrícia Neto Martins, responsável pelo Festival de Órgão do Algarve

O organista Paulo Bernardino é o músico convidado para encerrar a 11ª edição do Festival de Órgão, na Igreja da Misericórdia, em Tavira. O concerto, com um repertório que percorre os séculos XVI a XX, tem lugar na próxima sexta-feira, 30 de Novembro.

Paulo Bernardino é investigador, maestro, compositor, organista e pianista. Licenciado em Música Sacra pela Universidade Católica Portuguesa – Porto (2003), é autor de diversos trabalhos sobre a música sacra, em geral, e sobre a obra do compositor Manuel Faria (1916-1983), de um modo mais particular. É representado pela Imprensa da Universidade de Coimbra e pela MPmp, na qual é também criador e responsável pela linha editorial Sacra XX-XXI.

Doutorando em Direção (Coral) na Universidade de Aveiro, tem a seu cargo as direções artísticas de diversos grupos corais. Tem realizado concertos em Portugal e no estrangeiro.

Professor na Escola Diocesana de Música Sacra de Coimbra desde 1994, tem desempenhado desde então as funções de organista da Sé Catedral de Coimbra, sendo nomeado em 2002 organista titular dessa mesma Catedral. Acumula função idêntica na Capela da Universidade de Coimbra desde 2007.

O concerto realiza-se às 21h30 e é de entrada livre.

O Festival de Órgão do Algarve 2018 é organizado pela Associação Cultural Música XXI, contando com os apoios da Direção Regional de Cultura do Algarve e dos Municípios de Faro, Loulé, Tavira e Portimão, com o apoio à divulgação da Região de Turismo do Algarve, com os parceiros de comunicação Antena 2, Sul Informação e Rua FM e com o parceiro de alojamento Hotel Faro. Conta ainda com a parceria da Ordem do Carmo de Faro, do Cabido da Sé de Faro, das Paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira e da Misericórdia de Tavira.

Igreja da Misericórdia (Tavira), 30 de Novembro:

Carlos Seixas (1704-1742): Sonata em Dó M, MSK 8 – Allegro, Adagio, Minuete
Carlos Seixas (1704-1742): Sonata para Órgão em Sol M, MSK 48
Manuel Rodrigues Coelho (1555?-1635?): 3 [de 5] Versos sobre o Ave Maris Stella
Pablo Bruna (1611-1679): Tiento de Falsas de 2º tono [per Ge sol re ut]
Georg Friedrich Haendel (1685-1759): Fuga em Lá m, HWV 609
Marcel Dupré (1886-1971): Verbum Supernum – Op. 45, n.º 8.
Manuel Faria (1916-1983): Elevazione
Sigfrid Karg-Elert (1877-1933): “Lobet den Hern mit Pauken und Zimbeln schön”

Comentários

pub
pub