Foram vendidas 181 mil ementas num mês de Rota do Petisco

Evento permitiu, ainda, angariar mais de 20 mil euros para doar a projetos sociais

Foram vendidas mais de 181 mil ementas na Rota do Petisco 2018, que decorreu de 4 de Outubro a 4 de Novembro em 13 municípios do Algarve. A associação Teia d’Impulsos fez o balanço da edição deste ano do evento, numa sessão que decorreu na sexta-feira,em Portimão, e avalia-a como «um sucesso».

Este ano, foi testado um novo modelo, o de uma rota única a decorrer ao mesmo tempo em todos os restaurantes aderentes, mas manteve-se «a forte adesão do público» à iniciativa, garantiu a associação Teia d’Impulsos, que organiza o evento.

Além do número de ementas vendidas, houve outros números que contribuíram para o sucesso do evento, desde logo o impacto económico direto do mesmo, ou seja, o valor das ementas comercializadas, que «superou o meio milhão de euros».

Este é, segundo a Teia d’ Impulsos «um montante ainda mais significativo se confrontado com o custo da realização do evento, estimado em cerca de 320 mil euros, sendo grande parte deste investimento suportado por trabalho voluntário».

Este ano, aderiram ao evento 277 estabelecimentos de 13 municípios da região, mais quatro concelhos que na última edição.

 

A inclusão de Albufeira, São Brás de Alportel, Tavira e Castro Marim, que se juntaram aos municípios de Portimão, Lagoa, Silves, Monchique, Lagos, Vila do Bispo, Aljezur, Faro e Olhão, foi «uma aposta ganha e com uma promissora margem de crescimento».

«Tais números também exprimem a forma como o evento foi promovido dentro e fora do Algarve. Em 2018, o investimento em divulgação e marketing repercutiu-se no interesse suscitado junto dos media regionais e nacionais.

Um dos veículos fundamentais para essa divulgação foi o website da Rota do Petisco. Cerca de 125 mil visualizações foram registadas», segundo a associação que organiza a Rota.

Como já é habitual, a Rota do Petisco também teve uma vertente solidária, no âmbito da qual foi possível angariar 20.513 euros «que, nos próximos meses, serão distribuídos por 14 projetos sociais desenvolvidos por organizações locais».

A assinatura dos protocolos com estas instituições «constituiu um dos momentos mais emotivos» da sessão em que foi feito o balanço da Rota de 2018.

Comentários

pub
pub