Câmara junta-se ao protesto da população contra encerramento da estação dos CTT de Alcoutim

Mais de centena e meia de pessoas subscreveram abaixo-assinado a pedir ao Governo que impeça o fecho da estação dos CTT de Alcoutim

A Câmara de Alcoutim associou-se à mais de centena e meia de pessoas residentes no concelho de Alcoutim que subscreveram um abaixo-assinado de protesto contra os CTT, por esta empresa ter encerrado a Estação dos Correios da vila.

No documento, os signatários pedem ao ministro da Administração Interna Eduardo Cabrita «que os socorra, pois nos últimos dois anos foi encerrada a Agência do Novo Banco e a Escola Básica Integrada da vila foi despromovida, só ministrando atualmente o primeiro ciclo do ensino oficial», segundo a Câmara de Alcoutim.

Algo que, alegam os cidadãos alcoutenejos, «não está em concordância com a política de apoio ao Interior que o Governo justa e oportunamente definiu».

«Salientando a importância da Estação dos Correios num concelho desertificado e de população envelhecida como é o de Alcoutim, os signatários apelam para que este novo encerramento seja ainda impedido pois, a manter-se, aumentará nos moradores o sentimento de injustiça com que são tratados pelas grandes empresas privadas e o sentimento de abandono a que são votados pelas autoridades e a governação do país», concluiu a autarquia.

Comentários

pub
pub