Câmara de Faro vai pagar mais 1,1 milhões de euros para ter nova ponte na praia

Obra, se «não houver percalços», deve arrancar em 2020

A construção da Ponte da Praia de Faro vai obrigar a Câmara de Faro a investir mais 1,12 milhões de euros. Tal como o Sul Informação já tinha avançado, esta era a verba em falta para que a obra pudesse avançar. A autarquia tentou encontrar uma solução conjunta com a Sociedade Polis Ria Formosa, mas as negociações foram infrutíferas e, se Faro quer ter uma ponte, vai ter que pagá-la.

Rogério Bacalhau explicou ao Sul Informação que, depois de o concurso para a construção da Ponte da Praia de Faro ter ficado deserto, devido ao valor base da obra demasiado baixo, «tentámos chegar a uma plataforma de entendimento que envolvesse 50/50 de investimento de ambas as partes, mas o que me foi dito é que não havia verba».

Segundo o autarca, a aplicação do dinheiro nesta obra, que está prevista no Orçamento Municipal, «condiciona outros investimentos no concelho, mas é uma obra muito necessária para manter a acessibilidade à Praia de Faro».

Rogério Bacalhau realça que, com mais este esforço do município, «a ponte será praticamente toda paga por nós. Já tínhamos entrado com 900 mil euros, para a constituição da Polis, depois foram mais 561 mil euros e, agora, mais 1,12 milhões». O valor base para o lançamento do novo concurso é de 3,52 milhões de euros.

Agora que se sabe de onde virá o dinheiro para a construção da ponte, falta menos para o lançamento de um novo concurso que, segundo o autarca, deve acontecer em Dezembro.

«Depois de termos asseguradas as condições, depois da Assembleia Municipal de 26 de Novembro [que irá votar o Orçamento], vamos assinar o protocolo com a Polis, assumindo o compromisso de lançar no início de Dezembro», explica o autarca.

«Se não houver percalços com o concurso», a construção da ponte deve começar no início de 2020, conclui Rogério Bacalhau.

Comentários

pub
pub