PSD pede «intervenção urgente» no Rîbat da Arrifana

Sociais-democratas pedem que sejam feitos trabalhos de limpeza, desmatação, consolidação e restauro do sítio arqueológico

José Carlos Barros e Cristóvão Norte, deputados do PSD eleitos pelo Algarve, apresentaram esta quinta-feira, 11 de Outubro, na Assembleia da República, um projeto de resolução que exige ao Governo uma «intervenção urgente» no sítio arqueológico do Rîbat da Arrifana, situado no litoral do concelho de Aljezur.

Os sociais-democratas recordam que «este Rîbat – classificado em 2013 como Monumento Nacional – é o único existente no nosso país e o segundo descoberto na Península Ibérica, depois do de Guardamar, situado no antigo delta do rio Segura, em Alicante».

De acordo com José Carlos Barros, «o estado de abandono e acelerada degradação deste monumento nacional é inaceitável», e considera que o Rîbat necessita de uma «intervenção urgente com vista a travar o processo de degradação do monumento, a começar por uma ação de limpeza e de vedação das estruturas arqueológicas».

O projeto de resolução do PSD exige ao Ministério da Cultura que assegure, «com caráter de urgência, a realização de trabalhos de limpeza, desmatação, consolidação e restauro do sítio arqueológico, bem como a criação e renovação das estruturas de proteção, assegurando a integridade das construções pertencentes ao complexo edificado do rîbat da época islâmica, bem como das construções pertencentes à reocupação do local nos séculos XIV e XV».

Além da colocação de sinalética e informação sobre o sítio arqueológico, o PSD recomenda ainda ao Governo que dê «cumprimento à obrigação legal de desenvolvimento de um plano de manutenção anual e de um plano de inspeção, e que desenvolva um plano geral de intervenção no Rîbat da Arrifana no sentido da sua defesa, valorização, estudo científico e investigação».

Comentários

pub
pub