«Museus para quem?» é o tema das Jornadas da Rede de Museus do Algarve

Jornadas serão momento oportuno para uma «reflexão mais atual sobre a visão, missão e funções dos museus»

«Museus para quem?» é o tema em debate nas segundas Jornadas da Rede de Museus do Algarve (RMA), que terão lugar no dia 16 de Novembro, na Quinta de Marim, sede do Parque Natural da Ria Formosa, em Olhão.

Estará em discussão a «diversidade de estratégias de proximidade entre museus, estruturas museológicas e patrimoniais e os modelos de interação cultural, científica e social, no contexto da pluralidade dos seus públicos, utentes e comunidades», explicam os organizadores.

Os participantes irão, assim, «refletir sobre as metodologias e processos pedagógicos mais adequados e facilitadores para uma maior acessibilidade aos museus, aos seus conteúdos, ideias e objetivos, de forma a diminuir barreiras conceptuais, interpretativas, etárias, linguísticas e físicas».

As II Jornadas da RMA serão também um momento oportuno para uma «reflexão mais atual sobre a visão, missão e funções dos museus, debatendo as várias opções resultantes de um posicionamento mais centrado nas expectativas dos seus visitantes e das suas comunidades, propondo um envolvimento mais assumido e atento aos contributos de uma sociedade mais participativa e cooperante».

Finalmente, pretende-se contribuir para o «desenvolvimento evolutivo e dinâmico da própria definição de museu e dos seus novos desafios, prosseguindo e desenvolvendo a política formativa e interventiva da Rede de Museus do Algarve e dos seus profissionais».

Ao longo do dia, o programa inclui vários momentos de partilha. Após a sessão de abertura às 9h30, serão apresentadas e debatidas quatro intervenções acerca de dois painéis temáticos.

O 1º painel terá como tema a “Multiplicidade de processos pedagógicos e metodologias acessíveis em museus”, e contará com a participação dos convidados portugueses Ana Garcia e Mário Vairinhos.

O 2º painel, sobre “Estratégias de proximidade entre os museus e a pluralidade dos seus públicos”, terá a participação do convidado português Samuel Silva e da brasileira Mona Nascimento.

No período da tarde, os participantes serão distribuídos por três Grupos de Trabalho, nos quais serão convidados a discutir e propor contributos, designadamente, no Grupo 1, sobre uma nova definição de museu e os seus novos desafios; no Grupo 2, a apresentar propostas para o conceito de uma acessibilidade universal num museu plural; no Grupo 3, sobre o papel dos museus no aprofundamento do espírito participativo e interventivo na sociedade.

Segue-se uma breve apresentação dos Cartazes/Posters, que estarão expostos no decorrer do evento, na qual as diversas entidades constituintes da Rede de Museus do Algarve apresentarão a sua própria reflexão e abordagem sobre a temática das jornadas “Museus para Quem?”.

Finalmente, após a comunicação dos resultados dos trabalhos das reuniões dos três grupos, será feita a apresentação das conclusões e o encerramento das Jornadas.

As II Jornadas RMA contam com o apoio da Câmara Municipal de Olhão e do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas do Algarve, sendo a participação gratuita com inscrições obrigatórias.

Informação geral e formulário de inscrição encontram-se disponíveis nos materiais de divulgação eletrónicos e clicando aqui.

Comentários

pub
pub