“Mares Circulares” angariou mais de 120 voluntários para limpar a Praia de Faro

As escolas secundárias, várias instituições e a Câmara de Faro aderiram à iniciativa

O areal da Praia de Faro vai ser limpo no dia 5 de Novembro no âmbito do programa ibérico de limpeza de praias, reservas e fundos marinhos “Mares Circulares”. Esta ação, que decorrerá entre as 10h30 e as 11h30, vai contar com voluntários de várias escolas e instituições da capital algarvia.

Ao todo, serão mais de 120 os voluntários que irão recolher resíduos da praia, para posterior encaminhamento para tratamento, reciclagem selectiva ou reaproveitamento.

A ajuda chegará de vários quadrantes, nomeadamente dos alunos das Escolas Secundárias João de Deus, Tomás Cabreira e Pinheiro e Rosa, dos utentes das associações Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC), Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais (AAPACDM) e de Saúde Mental do Algarve (ASMAL).

Também se vão juntar à ação voluntários da Câmara Municipal de Faro, entidade que colabora de forma ativa na organização desta iniciativa.

O programa de intervenção e voluntariado “Mares Circulares” é um projecto da Fundação Coca-Cola e da Coca-Cola European Partners (CCEP). Arrancou no início de Agosto com uma ação de limpeza na Praia da Ponta dos Corvos (Seixal) com a participação de duzentos escuteiros marítimos.

Seguiram-se ações de sensibilização na Praia da Franquia, no concelho de Odemira, na Praia da Figueirinha, em Setúbal, e na Praia do Homem do Leme (Porto) «para consciencializar as populações sobre a necessidade de reciclar as embalagens e de que forma poderão ter uma atitude ainda mais responsável com o meio ambiente», segundo os promotores da iniciativa.

A nível ibérico, este programa contempla a limpeza de 80 praias e ambientes aquáticos, num total de 270 quilómetros de costa, em colaboração com instituições e associações locais, autarquias, clubes de vela, ONG e fundações. Em Portugal, o projeto está a ser implementado em seis praias do continente e numa reserva marinha na Ilha de São Miguel, nos Açores. Além da constituição de bancos de voluntários, está prevista a participação de barcos de pescas de 12 portos ibéricos nas operações de limpeza no mar.

Comentários

pub
pub