Turista alemão apanhado em agueiro salvo de afogar-se na praia da Fuzeta-Mar

Alerta foi dado pela mulher da vítima

Um turista alemão que tinha sido apanhado por um agueiro numa zona não vigiada da praia da Fuzeta-Mar foi esta terça-feira, dia 11, salvo de afogar-se, graças à rápida intervenção do salva-vidas de Olhão, dos nadadores-salvadores, de uma militar que presta serviço no ISN, de uma enfermeira que estava no local e do INEM.

Segundo a autoridade Marítima Nacional, hoje, cerca das 12h00, na praia da Fuzeta-Mar, uma equipa de auditoria do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), acompanhada por um agente do Comando-local da Polícia Marítima de Olhão, «foi abordada por uma cidadã alemã que informou que o seu marido se encontrava em dificuldades na água».

De imediato, foram chamados os nadadores-salvadores da unidade balnear mais próxima e uma embarcação da Estação Salva-vidas de Olhão, com equipa do INEM a bordo, ao mesmo tempo que se constatava que a vítima tinha sido apanhada por um agueiro.

O homem, de 50 anos, já estava inconsciente quando foi resgatado, mas foram logo iniciadas «as manobras de reanimação e suporte básico de vida, por parte dos três nadadores-salvadores, apoiados por uma militar que presta serviço no ISN e de uma enfermeira que se encontrava no local».

A vítima voltou a ter sinais de vida e logo ali recebeu «cuidados diferenciados pela equipa do INEM, que entretanto chegou ao local».

O homem acabou por ser transportado para o cais de Olhão pela embarcação salva-vidas, sempre acompanhado pela equipa do INEM. No cais, esperava-o uma ambulância que o transportou para o Hospital de Faro.

Nesta operação, estiveram envolvidos um agente do Comando-local da Polícia Marítima de Olhão, uma embarcação do ISN da Estação Salva-vidas de Olhão com três tripulantes, três nadadores-salvadores da praia da Fuzeta-Mar, uma equipa do INEM e uma militar que presta serviço no ISN.

Comentários

pub
pub