Mesa de Albufeira e Olhos de Água é uma das 7 Maravilhas

A proposta gastronómica e cultural de Albufeira foi uma das sete que mereceu a preferência do público

A Mesa de Albufeira e de Olhos de Água foi uma das vencedoras das 7 Maravilhas à Mesa. A proposta albufeirense, cujo elemento central era a cataplana, foi uma das sete escolhidas na gala final do concurso promovido pela RTP, que decorreu este domingo, em Albufeira.

De fora das vencedoras, ficaram a mesa de Lagoa e da Zambujeira do Mar, que também chegaram à etapa final do concurso, mas que não recolheram suficientes votos do público para fazer a festa.

Além de Albufeira, tornaram-se Maravilhas de Portugal as mesas de Lages do Pico, Vila Real, Terras de Chanfana, Cordeiro de Monção, Bairrada ao Mondego e Mirandela.

A mesa que valeu a Albufeira um lugar entre as 7 Maravilhas à Mesa sugeria dois pratos com muito sabor a mar: os ouriços, como petisco, e a Cataplana de Peixe, como prato principal. A laranja, enquanto produto endógeno, os vinhos Rosé Vida Nova 2017 e Onda Nova Branco 2014, bem como os olheiros de água doce (na praia) e o agroturismo Quinta do Mel, na categoria roteiros, eram as restantes propostas.

A jogar em casa, a Câmara de Albufeira, proponente da mesa que acabou por se revelar vencedora, desdobrou-se em esforços de promoção, intensificados nos últimos dias.

No sábado, foi confecionada e servida à população a «maior cataplana do mundo», usando um utensílio de mais de três metros de diâmetro e com capacidade para cerca de uma tonelada de alimentos, encomendada pela autarquia albufeirense. Este inusitado repasto valeu, mesmo, um lugar no livro dos recordes do Guiness.

 

Comentários

pub
pub