Albufeira aposta nos HMB para festa de fim-de-ano a pensar nas famílias

Albufeira montou um programa de fim-de-ano que dura vários dias e pisca o olho às famílias

Os portugueses HMB serão os cabeça-de-cartaz da programação de fim-de-ano de Albufeira. Ao todo, são quatro dias de festa, com propostas variadas e para vários públicos, a pensar nas famílias que escolhem esta cidade para passar o reveillon.

As propostas de Albufeira para a festa de despedida de 2018 e de boas-vindas a 2019 foram apresentadas ontem, quinta-feira. A Câmara albufeirense aproveitou o Dia Mundial do Turismo para revelar o que tem na manga para os últimos dias do ano, período em que são esperados «cerca de 150 mil visitantes».

O ponto alto será uma festa de passagem de ano que contará com os HMB, banda que esteve ontem em Albufeira, para ajudar a lançar este programa. Além de Heber Marques, vocalista que dá nome ao grupo – Heber Marques Band -, deslocaram-se ao Algarve mais dois elementos da banda, entre os quais Fred Martinho, que avisou o público para «estar preparado para uma grande, grande festa».

Além da presença da banda de soul e funk portuguesa, o Reveillon, marcado para a Praça dos Pescadores, a partir das 21h30 de dia 31 de Dezembro, também contará com atuações de Wilson Honrado, DJ da Rádio Comercial, e de Fernando Daniel. O público poderá, ainda, desfrutar do habitual fogo-de-artíficio, que será lançado em três locais distintos: a Praça dos Pescadores e as praias da Oura e dos Olhos de Água.

Paderne Medieval

Mas o evento que decorrerá  nas últimas horas de 2018 e na madrugada do primeiro dia do próximo ano, é apenas um dos vetores de uma programação mais vasta.

A festa começa logo a 28 de Dezembro, com mais uma edição do festival de stand up comedy Solrir, que durará até 1 de Janeiro e decorrerá no Palácio de Congressos do Algarve, nos Salgados. Este é, igualmente, o dia em que termina a iniciativa Paderne Medieval,  que começa a 29 de Dezembro e transportará esta aldeia albufeirense até ao passado durante quatro dias.

O programa fica completo com o desfile de artistas de rua Star Parade, que percorrerá a Avenida Sá Carneiro na noite de 29 de Dezembro.

Como salientou o presidente da Câmara de Albufeira José Carlos Rolo, estas são propostas que pretendem complementar a oferta que já existe em Albufeira, nomeadamente dos hotéis e restaurantes locais.

«A nossa ideia foi montar aqui um programa para quem fica cá vários dias. Em muitos casos, os pais poderão ficar nos hotéis [a celebrar a passagem de ano], mas os filhos poderão ir para a Praça dos Pescadores. São programas complementares, a pensar nas famílias. E por ser uma programação de quatro dias, permite uma estadia mais longa e mais frutífera», disse ao Sul Informação o edil albufeirense.

Por outro lado, potencia-se o impacto da celebração do fim-de-ano na economia local. «Penso que esta questão de incentivar uma estadia mais longa é importante, por ser mais produtivo e rentável. Evita-se que as pessoas venham só assistir ao concerto e vão embora logo a seguir, como muitas vezes acontece. Queremos segurar as pessoas durante mais algum tempo», explicou José Carlos Rolo.

José Carlos Rolo com Heber Marques, dos HMB

Para isso, os agentes económicos locais também têm de ajudar, avisou o presidente da Câmara de Albufeira. «O esforço não pode ser apenas de um lado, senão a corda parte. Tem de ser dos dois lados, para que o setor público possa complementar a iniciativa privada».

Assim, foi lançado um apelo aos donos de estabelecimentos para que «estejam abertos, não só na noite de fim-de-ano, mas também nos dias antes e a 1 de Janeiro».

A programação de fim-de-ano de Albufeira, que é dinamizada pela Câmara de Albufeira e pela APAL – Agência de Promoção de Albufeira, deverá custar «cerca de 150 mil euros», uma verba «semelhante à que foi investida em 2017».

A informação detalhada sobre às várias iniciativas será disponibilizada, em breve, no site do Município de Albufeira e na página de Facebook da Câmara.

Comentários

pub
pub