Quem quer ser salineiro por um dia em Castro Marim?

Mais uma iniciativa da associação Odiana, no âmbito do projeto Creatour

Ser salineiro por um dia é possível, no workshop de salinas tradicionais, que se realiza no próximo dia 14 de Agosto, em Castro Marim. 

A iniciativa, organizada pela associação Odiana, inclui uma visita turística às salinas, com direito a recolher artesanal de sal e flor de sal e a utilizar o spa salino.

Esta «é a oportunidade ideal para descobrir o saber tradicional usado durante séculos na extração de sal, e por fim, sentir a natureza nas salinas», diz a Odiana.

Também vai ser possível «conhecer como se produz o sal, numa visita turística que oferece a possibilidade de recolher o sal e a flor sal, artesanalmente». E, para concluir esta experiência, pode ser utilizado o «spa salino para relaxar e equilibrar energias: um banho flutuante de sais minerais e aplicação de argila da salina».

O horário para esta iniciativa será das 16h00 às 20h00, na Salina da Barquinha, em Castro Marim, sob a organização da Odiana.

Para já, a associação abriu um formulário para pré-inscrições, que decorrem até 9 de Agosto, e que pode ser preenchido aqui.

O limite mínimo de participantes para a realização do workshop é de quatro pessoas e o máximo de oito. Reunidas estas condições, os participantes (por ordem de inscrição) irão receber um email de confirmação e o NIB para pagamento prévio obrigatório de 30 euros.

Não havendo número mínimo de participantes, a Odiana reserva-se ao direito de alterar a data do workshop, sempre em articulação com os inscritos interessados.

Esta atividade decorre no seguimento do projeto da Odiana “Oficinas do Saber Tradicional”, em colaboração com a Cooperativa Terras de Sal e com a empresa Água Mãe.

O objetivo é «a revitalização turística das atividades tradicionais do Baixo Guadiana, através de experiências únicas que atraiam mais turistas e envolvam a comunidade local na cultura identitária» daquela região.

Esta atividade está inserida no projeto “Creatour” que pretende pilotar uma agenda de investigação centrada no turismo criativo em pequenas cidades e áreas rurais.

O “Creatour” é coordenado pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e financiado pelo Programa de Atividades Conjuntas (PAC) do Portugal 2020.

Comentários

pub
pub