Ministra do Mar: Primeiro foram as sardinhas em Portimão, agora o marisco em Olhão

Camarões grelhados, sapateiras ou arroz de marisco vão fazer as delícias

Foto: Daniel Pina | Algarve Informativo

Depois de dar o pontapé de saída ao Festival da Sardinha, em Portimão, Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, vai inaugurar na próxima sexta-feira, 10 de Agosto, às 18h00, a 33ª edição do Festival do Marisco de Olhão. 

Já em 2016, Ana Paula Vitorino também tinha inaugurado o certame. No ano passado também esteve presente, mas o grande convidado foi o primeiro-ministro António Costa. 

«A uma semana do arranque do maior evento gastronómico a sul do País, que este ano decorre de 10 a 15 de Agosto, ultimam-se os preparativos no Jardim Pescador Olhanense, que se transfigura para receber da melhor forma as dezenas de milhares de olhanenses e turistas, para quem o certame é já ponto de passagem obrigatório no Verão algarvio», diz a Câmara de Olhão.

«A gastronomia e a música são os pilares do Festival do Marisco de Olhão: os melhores mariscos e bivalves, cozinhados como só os olhanenses sabem, são servidos com o acompanhamento, em palco, de um cartaz musical que traz anualmente à cidade cubista um cartaz composto por artistas de destaque nacional e internacional».

No primeiro dia atua Agir, enquanto que no dia 11 é a vez de Pedro Abrunhosa subir ao palco. Já a 12 de Agosto é a vez de Ana Moura, seguida, no dia 13, da brasileira Vanessa da Mata.

O grupo Calema dá um concerto no dia 14, enquanto que o certame encerra, a 15 de Agosto, com um espetáculo dos Xutos & Pontapés. Os concertos são sempre às 23h30.

Quanto aos bilhetes, custam 7 euros nos primeiros três dias do evento e 9 euros nos três últimos dias. As crianças até aos 6 anos não pagam entrada e para jovens entre os 7 e os 12 anos, o bilhete tem 50% de desconto.

A organização do Município de Olhão e da empresa municipal Fesnima volta, este ano, a apostar no Bilhete Festival, disponível apenas através da Ticketline e rede de distribuição, que vale para os seis dias do evento e pode ser adquirido a um preço mais económico, já que custa 42 euros para adultos e 18 euros para crianças.

Os camarões grelhados, as sapateiras, o arroz de marisco, as paellas, as lagostas, os lavagantes, as amêijoas ou as ostras prometem «fazer crescer água na boca aos visitantes do Festival».

Este ano, o certame tem 9600 metros quadrados de área total do evento, nove espaços de venda de marisco e dois locais de venda de comida alternativa ao marisco.

Já os espaços de venda de bebidas são sete e os de venda de artesanato são 13. Por fim, os espaços de venda de doçaria são quatro.

Também haverá um kids club. 

Comentários

pub
pub