Dois aviões Canadair ajudam a combater incêndio no Azinhal

A zona que está a arder não tem habitações por perto

Um incêndio que deflagrou esta terça-feira na freguesia do Azinhal, em Castro Marim, está a ser combatido com a ajuda de dois aviões Canadair. O fogo lavra numa zona de mato «onde não existem habitações», revelou ao Sul Informação o presidente da Câmara de Castro Marim, que acredita que a chegada de meios pesados pode ser decisiva no controlo da situação.

Com o incêndio que está a fustigar Monchique desde sexta-feira, que já alastrou para os concelhos vizinhos de Silves e Portimão, os meios estão concentrados naquele local.

Isto levou a que, numa fase inicial, os meios terrestres não contassem com a ajuda de meios aéreos no fogo do Azinhal. «Agora, com a chegada dos aviões, penso que a coisa se irá compor», disse Francisco Amaral.

«O fogo está a evoluir em direção à Junqueira. O objetivo é evitar que chegue lá», explicou o edil castro-marinense.

Neste momento, estão afetos a este incêndio 47 operacionais, apoiados por 13 veículos. Também os caçadores locais, «que são parte ativa do combate aos incêndios», estão a dar uma ajuda.

Comentários

pub
pub