Castro Marim regressou à época medieval com desfile histórico

O desfile marcou o início de mais uma edição dos Dias Medievais, que se prolongam até domingo

Milhares de pessoas rumaram esta quarta-feira, dia 22 de Agosto, aos Dias Medievais de Castro Marim, para viver uma experiência única, digna de reis e princesas.

Além do habitual mercado nas ruas de Castro Marim e do seu castelo, os visitantes tiveram a oportunidade de ver bem de perto o desfile histórico, que contou com todas as classes sociais daquela época, representadas e vestidas a rigor.

A edição deste ano dos Dias Medievais de Castro Marim decorre até ao próximo domingo, dia 26 de Agosto.

Os Dias Medievais em Castro Marim abrem às 18h00 e fecham portas à meia-noite. Durante o evento, o Gabinete de Apoio ao Munícipe (GAM) funciona como posto de apoio e informações.

Os bilhetes estão à venda na bilheteira online BOL (e diversos pontos de venda associados), no Gabinete de Apoio ao Munícipe (GAM), no Mercado Local de Castro Marim, na Casa do Sal, nos Quiosques do Património colocados nas praias do concelho – Alagoa/Altura, Praia Verde e Cabeço, no Centro Comercial Tavira Gran Plaza e, durante o evento, nas várias bilheteiras dispersas pela vila.

Os residentes do concelho de Castro Marim têm acesso gratuito a todo o evento, tendo apenas que levantar as suas pulseiras no Gabinete de Apoio ao Munícipe (GAM), Juntas de Freguesia e através do serviço Castro Marim Consigo.

A entrada para crianças é gratuita, no Castelo, até aos 5 anos, e, na Feira Medieval, até aos 12 anos. Os figurantes devidamente trajados também não pagam entrada.

Preços:
– Mercado Medieval (a partir dos 12 anos): 3,00€
– Castelo + Mercado Medieval (dos 6 aos 11 anos): 3,00€
– Castelo + Mercado Medieval + Caneca (a partir dos 12 anos): 7,00€
– Banquete + Castelo + Mercado Medieval + Caneca: 35,00€
– Passe 5 Dias Criança | Castelo + Mercado Medieval + Caneca (dos 6 aos 11 anos): 7,50€
– Passe 5 Dias Adulto| Castelo + Mercado Medieval + Caneca (a partir dos 12 anos): 15,00€

 

Fotos: Gonçalo Dourado | Sul Informação

Comentários

pub
pub