Via Algarviana e botânica são novidades no Festival de Observação de Aves de Sagres

Festival promete voltar a reunir amantes da observação de aves

Caminhadas na Via Algarviana, mini-percursos de botânica ou identificação de aves pelo som, através de antenas especializadas. Estas são novidades do Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza que se realiza de 4 a 7 de Outubro, em Sagres.

Para a edição deste ano, mantêm-se as saídas gratuitas de observação de aves para os que estão a começar e para os mais experientes, assim como as saídas de barco.

O festival, que vai na sua 9ª edição, conta mais uma vez com a Câmara Municipal de Vila do Bispo como entidade organizadora e com o envolvimento da Associação Almargem e da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA).

O cartaz desta edição tem a águia-perdigueira (Aquila fasciata) em destaque, uma águia de grande dimensão, que se identifica pelo ventre branco, asas escuras e uma mancha branca no dorso (visível apenas nos adultos).

A espécie, também conhecida por águia-de-bonelli, está classificada de “Em perigo” no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, tendo sido contabilizados 116 a 123 casais reprodutores em 2011.

Após um declínio acentuado nos anos 80, a espécie apresenta atualmente uma evolução positiva, associada à sua contínua expansão no sul do país.

A águia-perdigueira é também a Ave do Ano 2018 da SPEA e uma das espécies-alvo do projeto Life Rupis, um projeto transfronteiriço entre Portugal e Espanha, na área do Douro Internacional.

O programa completo do festival será apresentado a 1 de Agosto, altura em que abrirão também as inscrições. As novidades do festival podem ser seguidas no Facebook do Festival e, brevemente, no site www.birdwatchingsagres.com.

Comentários

pub
pub