Sons Antigos a Sul regressam à Ermida de Guadalupe em Agosto

Ciclo também passa pela Igreja Matriz de Monchique

O Ciclo de Música Antiga Sons Antigos a Sul (SAS) vai regressar à Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, no concelho de Vila do Bispo, durante o mês de Agosto, nos dias 3, 10, 17 e 24, sempre às 17h00.

Este projeto, que teve a sua primeira edição no Verão de 2012, é dirigido pela Academia de Música de Lagos e pretende a promoção e divulgação da música antiga no Algarve, envolvendo ensembles profissionais nacionais e internacionais.

Em 2018, o ciclo vai ter a presença «de quatro conjuntos com programas e sensibilidades musicais muito diferentes», revela a Direção Regional de Cultura do Algarve.

No dia 3 de Agosto, irá atuar o Trio MusiKê, com um programa que abrange composições de Airas Nunes (1230–1289), Diego Ortiz (1510–1570) ou Benedetto Marcello (1686 – 1739).

Já no dia 10 de Agosto, o haverá sons proporcionados pela flauta de bisel e o cravo de Suzana Batoca e Sofia Cascalho.

No dia 17, será a vez de o Iberian Ensemble atuar, apresentando uma abordagem de obras dos grandes mestres do barroco italiano, como Corelli, D. Scarlatti ou Vivaldi.

«Luz, vivacidade, clareza são algumas das principais características bem presentes na escrita para a flauta destes compositores, tendo ainda a importante base harmónica sustentada pela sonoridade da viola da gamba, tiorba e guitarra barroca», explica a Direção Regional de Cultura.

A terminar o programa, será apresentado “Trovadoresca”, pelo Ensemble Lundu, no dia 24 de Agosto, onde a voz de Joana Godinho e a guitarra de José Farinha trazem ao festival as cantigas trovadorescas.

O ciclo “Sons Antigos a Sul” irá também acontecer ainda na Igreja Matriz de Monchique nos dias 4,11, 18 e 25 de Agosto, às 15h30.

O VII Sons Antigos a Sul está inserido no Programa de Apoio Sustentado às Artes, estrutura financiada pela Direção-Geral das Artes/Ministério da Cultura e conta com o apoio da Direção Regional de Cultura do Algarve (acolhimento), Paróquia de Monchique e Quinta do Barranco Longo.

Comentários

pub
pub