Multiculturalidade e diferença dão o mote para mais um acampamento nacional de escoteiros

Milhares de escoteiros, entre os quais jovens de seis grupos do Algarve, vão participar no Acampamento Nacional (ACNAC) da Associação […]

Milhares de escoteiros, entre os quais jovens de seis grupos do Algarve, vão participar no Acampamento Nacional (ACNAC) da Associação Escoteiros de Portugal (AEP), que se realiza entre 29 de Julho e 4 de Agosto na Barosa, em Leiria. Na 25ª edição deste evento, que tem lugar de quatro em quatro anos, será promovida a multiculturalidade e a celebração da diferença.

Grupos de escoteiros de todo o país, bem como 200 elementos vindos de outros países, nomeadamente Israel, São Tomé, Ucrânia, França, Bélgica e Luxemburgo, vão participar num encontro que «pretende promover o respeito pela diferença, tanto social e étnica, como religiosa», segundo a AEP.

O distrito de Faro também vai estar representado, através dos grupos 6 de Olhão, 197 Quelfes, 60 de Vila Real de Santo António, 77 de Faro, 166 Montenegro e 238 de Lagoa.

O mote “A diferença sou eu” visa «transmitir a importância e a riqueza dos ambientes multiculturais, no desenvolvimento pessoal, e a consciência global, com ação local. Os jovens escoteiros, para além das habituais aventuras, como caminhadas, desportos radicais, desportos aquáticos, entre outros, farão também trabalho comunitário e realizarão ações de limpeza do rio Liz e recuperação de património grafitado».

«A multiculturalidade é um conceito que está no ADN da nossa Associação, que ao longo de mais de 100 anos tem procurado promover o respeito pela diferença. Afinal nos nossos Grupos de Escoteiros, espalhados pelo país, sempre puderam entrar crianças e jovens de todas as religiões e crenças. O resultado desta nossa aposta vai ser visível no acampamento nacional que vai reunir num mesmo local jovens de vários contextos sociais, étnicos e religiosos, um facto que atinge ainda uma maior proporção e importância este ano, em que se comemora o Ano Europeu do Património Cultural, promovido pela Comissão Europeia e que pretende promover a salvaguarda das diferenças», ilustrou Miguel Gonzalez, Escoteiro-Chefe Nacional da AEP.

Comentários

pub
pub