Universidade do Algarve está a ajudar a criar comunidade MED para o Crescimento Azul

A Universidade do Algarve está a colaborar na criação de uma comunidade para o Crescimento Azul nos países do Mediterrâneo. […]

A Universidade do Algarve está a colaborar na criação de uma comunidade para o Crescimento Azul nos países do Mediterrâneo. A universidade algarvia, através do CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia, esteve representada em Atenas, no evento “Med Blue Growth Transnational Capitalization & Community Building”, onde este tema foi debatido.

Esta iniciativa foi organizada pelo projeto horizontal InnoBlueGrowth, que reúne projetos MED dedicados ao Crescimento Azul, entre os quais o “PROTeuS”, o “PELAGOS” e o “MAESTRALE”, dos quais a Ualg é parceira.

A sessão que teve lugar na Grécia centrou-se na «importância da Vigilância Marítima no espaço MED». A criação de um cluster dedicado à Vigilância Marítima no espaço MED foi, de resto, trabalhado numa reunião dos parceiros do projeto PROTeuS, nos quais se inclui o CRIA da UAlg.

A comunidade a criar será constituída por seis nós nacionais, no Chipre, Espanha, França, Grécia, Itália e Portugal. «Terá como objetivo fomentar oportunidades de negócio e explorar o potencial de mercado da indústria da Vigilância Marítima como por exemplo, monitorização do tráfico de passageiros e de cargas, controlo de fronteiras, controlo de pescas, minimização de riscos ambientais», segundo a UAlg.

Outros temas em debate foram os “Desafios relativos ao controlo das fronteiras no Mar Mediterrâneo” e as “Atividades de capitalização e metodologias para a criação de um cluster MED”.

Comentários

pub
pub