Toda a herança cultural da Europa esteve em Sagres no Dia de Portugal

O centro de informação Europe Direct na CCDR Algarve apresentou a Europeana, no contexto das comemorações do Dia de Portugal, […]

O centro de informação Europe Direct na CCDR Algarve apresentou a Europeana, no contexto das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, na Fortaleza de Sagres, no âmbito do evento «As Bibliotecas» – Da biblioteca virtual europeia à mais pequena biblioteca do “fim do mundo”.

O projeto Europeana é uma biblioteca-museu virtual desenvolvida pelos países da União Europeia, criada em 2008, com a ambição de ser a plataforma digital da herança cultural europeia, através da qual os cidadãos pudessem aceder a imagens, texto, som, vídeo e material em 3D de museus, bibliotecas e galerias de toda a Europa.

E tem crescido de forma contínua, contando já com mais de 52.163.451 obras de arte, artefactos, livros, vídeos e sons de toda a Europa, mais de 3.700 coleções de bibliotecas, arquivos e museus europeus.

O sítio pode ser usado por cidadãos mas também por professores, artistas, profissionais de instituições culturais e de outras áreas, e muito do material é disponibilizado com licenças abertas para poder ser reutilizado como base de outras produções artísticas.

A plataforma também quer ser uma base de experimentação para ideias inovadoras na experiência de utilização e novas tecnologias aplicadas à herança cultural.

Esta foi mais uma iniciativa desenvolvida no âmbito do Ano Europeu do Património Cultural 2018, organizada pela Direção Regional de Cultura do Algarve, em colaboração com o centro de informação Europe Direct hospedado na CCDR Algarve, Biblioteca de Sagres/Clube do livro, Associação Internacional de Paremiologia, Tertúlia Associação Sócio-Cultural de Aljezur e Arquente-Associação Cultural, com o objetivo de sublinhar a importância destes lugares físicos ou virtuais, como fonte de conhecimento, de inspiração e de partilha.

Cabine de leitura, O poder dos provérbios, Leituras na Paisagem e Momo, do ciclo Concertos ao Entardecer, foram as restantes propostas do programa da tarde de dizer, ler, conversar e cantar em português, homenageando a língua portuguesa nas suas diversas expressões, a quinta mais falada no mundo, ela também património da Humanidade.

Comentários

pub
pub