Faro vai distribuir 4,3 milhões “extra” por associações, juntas, habitação e (muitas) obras

A Câmara de Faro tem à disposição 4,3 milhões de euros de saldo que transitou do ano passado e vai […]

Crédito: Depositphotos

A Câmara de Faro tem à disposição 4,3 milhões de euros de saldo que transitou do ano passado e vai propor uma revisão orçamental para lhes poder dar destino. A intenção é fazer obra, principalmente na rede viária do concelho, mas também há dinheiro para as associações, para as Juntas de Freguesia, para a habitação social e para renovar o parque automóvel do município.

Os planos da Câmara de Faro para o saldo que transitou do anterior exercício foram revelados esta segunda-feira, numa conferência de imprensa. Segundo o presidente da autarquia farense Rogério Bacalhau, a proposta vai ser votada na Reunião de Câmara de hoje, dia 18 de Junho, e será, de seguida, submetida à Assembleia Municipal, ainda este mês.

Os 4,3 milhões de euros vão ser distribuídos por quatro grandes áreas, com a fatia de leão a ser reservada para obras. E a mais cara é destinada aos amigos de quatro patas. Para o projeto do Centro de Recolha Oficial, o futuro canil de Faro, está reservada uma verba de um milhão de euros.

Das restantes intervenções previstas, a larga maioria será enquadrada em nova edição do Faro Requalifica, a 4ª. No que toca à rede viária, está prevista a melhoria de «ruas e muitas praças» um pouco por todo o concelho (ver lista abaixo).

Também serão construídas «várias rotundas», entre as quais  uma no cruzamento entre a Avenida Calouste Gulbenkian e a Rua do Alportel/EN 2 e outra na Avenida 5 de Outubro, o que permitirá «tornar de sentido único a rua da escola Tomás Cabreira e reorganizar aquela zona».

Há, igualmente, verba para a construção de gavetões no Cemitério Novo de Faro (130 mil euros).  Como o Sul Informação avançou, está já em curso a construção de 176 gavetões, estando prevista a construção de mais 336, num futuro próximo.

A proposta de Revisão Orçamental também inclui uma verba de 145 mil euros para a habitação social, incluindo as casas no Montenegro para realojar os pescadores da Praia de Faro, mas também um novo loteamento na zona da Atalaia e habitação a custos controlados na Estrada Nossa Senhora da Saúde.

Para as associações, vão 757 mil euros. «Já tínhamos lançado o concurso para os apoios ao associativismo em Novembro e agora vamos distribuir as  verbas», resumiu Rogério Bacalhau.

As Juntas de Freguesia também receberão parte dos 4,3 milhões extra, ao abrigo de acordos de execução que vão celebrar com a Câmara, para fazer a manutenção de espaços verdes.

«Já tínhamos este acordo com a freguesia de Montenegro. Agora, vamos celebrar um acordo semelhante com a União de Freguesias de Faro, que vai assumir a manutenção de zonas verdes de forma faseada. Já em Setembro, ficará com uma zona e assumirá as outras a partir de Janeiro de 2020», segundo o presidente da Câmara de Faro.

A restante verba, 210 mil euros, servirá para adquirir uma viatura e equipamentos para os Bombeiros Sapadores de Faro. Este será o pontapé de saída para investimentos a fazer nos próximos anos no sentido de renovar o parque automóvel do município.

Apesar de ter maioria na Câmara, a coligação PSD/CDS-PP/PPM/MPT pela qual Rogério Bacalhau foi eleito não tem a maioria dos membros na Assembleia Municipal. Ainda assim, o presidente da Câmara de Faro não antecipa problemas.

«Julgo que não vai chumbar. Certamente que haverá chamadas de atenção e eventuais contributos, mas acredito que vai passar, até porque fizemos um trabalho prévio» junto dos partidos da oposição, garantiu.

Estas são as obras e medidas a tomar ainda este ano. Mas a Câmara de Faro tem muitas mais coisas na calha.

Os projetos mais avançados são o do Parque de Campismo da Praia de Faro e a construção de três salas de pré-escolar na EB1 do Bom João. A autarquia farense pretende lançar os concursos para estas duas obras «assim que a revisão orçamental seja aprovada».

Até final do corrente mandato, a Câmara espera terminar, pelo menos, duas das três fases da obra de conclusão da 3ª circular de Faro. Em breve, vai avançar a ligação do troço já existente desta estrada, no Vale da Amoreira, à Estrada da Penha, onde será construída uma rotunda. Numa segunda fase, a circular será estendida até à zona da escola primária da Lejana.

Por fim, será feita a ligação entre a Estrada da Penha e a rotunda de Olhão, junto à Pista de Atletismo, e da Lejana até à EN 125, a uma rotunda a construir nas Pontes de Marchil.

A calendarização desta última intervenção é, ainda incerta, tendo em conta que «aquela zona é complicada, por ser a EN125 e existir uma ribeira», o que obriga a estudos mais aprofundados, que vão agora começar.

 

Obras do Faro Requalifica 4:

– Requalificação da Estrada Mar e Guerra/Patacão – 158 mil euros
– Requalificação da Estrada dos Gorjões – 186 mil euros
– Requalificação do Museu Municipal de Faro – 40 mil euros
– Requalificação do Largo de S. Pedro – 73 mil euros
– Polidesportivo da Conceição (em obra) – 286 mil euros
– Construção de Gavetões no Cemitério Novo – 130 mil euros
– Requalificação da Praceta Dr. Clementino de Brito – 140 mil euros
– Requalificação da Rua Pinheiro e Rosa – 125 mil euros
– Rotunda da Rua do Alportel/Avenida Calouste Gulbenkian – 150 mil euros
– Rotunda na Avenida 5 de Outubro/Rua José de Matos – 200 mil euros
– Requalificação da Estrada Mar e Guerra/Faro – 230 mil euros
– Arruamentos na Quinta do Eucalipto – 320 mil euros
– Estrada Santa Bárbara de Nexe/Agostos – 240 mil euros
– Estrada Santa Bárbara de Nexe/MARF – 240 mil euros
– Reabilitação EM 1320 – 256 mil euros
– Reabilitação da Estrada do Areal Gordo – 340 mil euros
– Reabilitação do caminho Manuel Vicente – 150 mil euros

Comentários

pub
pub