Descarga eletrostática danifica habitações em Almancil e provoca incêndio na casa de autarca

Cerca de dezena e meia de casas, no centro da vila de Almancil, ficaram danificadas esta quarta-feira, devido a uma […]

Cerca de dezena e meia de casas, no centro da vila de Almancil, ficaram danificadas esta quarta-feira, devido a uma descarga eletrostática, durante a trovoada que atingiu o centro do Algarve, por volta do meio-dia.

A habitação de Joaquim Pinto, presidente da Junta de Freguesia, foi a mais afetada, uma vez que a descarga provocou um incêndio que destruiu o sótão e se propagou a outras zonas, principalmente no primeiro andar.

O autarca adiantou ao Sul Informação que a descarga eletrostática afetou 15 casas na Rua Afonso III. «Saltou o reboco exterior, várias casas ficaram estaladas e ainda há habitações sem energia elétrica», apesar de a EDP estar a trabalhar no local.

A intensidade da descarga foi tal que «houve pessoas que pensaram que era um tremor de terra. Até a GNR, que fica a cerca de 800 metros deste local ficou sem comunicações», contou.

Apesar do susto, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro disse ao nosso jornal que «não houve feridos, nem desalojados».

Nas operações de socorro, estiveram envolvidos os Bombeiros de Loulé, GNR e EDP, num total de 23 operacionais e 9 viaturas.

Segundo Bruno Gonçalves, responsável pelo blogue Meteofontes, o site do Instituto Português do Mar e da Atmosfera regista duas descargas negativas às 11h35 e às 11h48, perto de Quarteira e Almancil, bem como uma positiva, às 11h32, na zona de Montenegro.

 

Veja o vídeo do incêndio:

Comentários

pub
pub