Secretário de Estado veio a Faro conhecer projeto do Polo Tecnológico do Algarve

Nelson de Souza, secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, esteve esta quinta-feira, 3 de Maio, em Faro, para conhecer […]

Créditos: Depositphotos

Nelson de Souza, secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, esteve esta quinta-feira, 3 de Maio, em Faro, para conhecer «mais sobre a visão e o projeto» do Polo Tecnológico do Algarve. 

O governante fez uma visita de trabalho à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, onde apreciou a execução do CRESC Algarve 2020 e conheceu os primeiros resultados da discussão da Estratégia Regional para o pós-2020.

De seguida, a comitiva deslocou-se, então, ao Campus da Penha da Universidade do Algarve (UAlg) para conhecer mais sobre a visão e o projeto do Polo Tecnológico do Algarve, que deverá ser instalado em espaços que serão requalificados para o efeito, nos dois campi de Faro da academia.

Após a receção por Paulo Águas, reitor da UAlg, o governante assistiu às apresentações de Miguel Fernandes, do Algarve Tech Hub, Hugo Barros, diretor do CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia da UAlg, e dos Municípios de Faro e de Loulé.

Nelson de Souza manifestou «o seu apoio a esta iniciativa de cooperação entre os setores público, empresarial e académico».

«O conceito de ecossistema, de cluster, de rede, de cooperação é a única forma dos territórios ganharem competitividade», afirmou o governante, após o encontro que envolveu os principais stakeholders do projeto, referindo que conhece «os fundos há mais de 30 anos, conheço o trabalho e a mentalidade dos nossos empresários. A criação deste Polo Tecnológico será possível com o apoio de Fundos da União Europeia e a vontade das empresas se organizarem em primeiro lugar».

«A cooperação entre parceiros, o consenso e o envolvimento de todos os atores é fundamental. O trabalho em rede é crucial. É a rede quem nos salva nos momentos mais críticos da nossa vida profissional e pessoal» concluiu Nelson de Sousa.

Por sua vez, Francisco Serra, presidente da CCDR, afirmou que «a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve e a Autoridade de Gestão do CRESC Algarve 2020 têm a máquina preparada para fazer sair o aviso nas próximas semanas, para que a Universidade do Algarve se possa candidatar».

Comentários

pub
pub