Russa Mariia Sergeeva dominou Taça do Mundo de Ginástica Rítmica perante o público de Portimão

Mariia Sergeeva, da Rússia, foi a figura de destaque do último dia da Taça do Mundo de Ginástica Rítmica, em […]

Mariia Sergeeva, da Rússia, conquistou três medalhas de ouro nas finais por aparelho

Fotos: Carlos Alberto Matos/FGP

Mariia Sergeeva, da Rússia, foi a figura de destaque do último dia da Taça do Mundo de Ginástica Rítmica, em Portimão, ao conquistar três medalhas de ouro nas finais por aparelho de Arco (18,750), Maças (17,900) e Fita (17,700).

Sergeeva só perdeu para Israel na final por aparelho em Bola. A israelita Nicol Zelikman levou para casa a medalha de ouro, com uma pontuação de 18,150, e Polina Khonina, da Rússia, com 17,900 foi medalha de prata.

A competição entre a Rússia e Israel foi renhida desde o primeiro dia de qualificações e, nas finais, não podia ser de outra forma, com vantagem para a Rússia.

Além do primeiro lugar em Bola, Nicol Zelikman conquistou a medalha de prata em Arco (18,350) e o bronze em Maças (17,050).

Por sua vez, Polina Khonina foi prata também em Maças (17,800) e medalha de bronze em Arco (17,500).

Em Fita, destaque também para Kaho Minagawa do Japão, que ficou em segundo lugar neste aparelho, com uma pontuação de 17,300. A ginasta ganhou o apoio do muito público que quase enchia o Arena de Portimão e foi uma das mais aplaudidas.

A medalha de bronze foi para a Itália, pela mão de Alessia Russo que teve uma pontuação de 16,300.

A brasileira Natalia Gaudio não ganhou uma medalha, mas fez história para o seu país. Pela primeira vez, a ginasta brasileira, que participou nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, conquistou um lugar numa final de uma Taça do Mundo, em Fita, na qual conseguiu um quarto lugar, com uma pontuação de 16,300.

O Brasil marcou presença também na competição de Conjuntos, com lugar nas duas finais, Cinco Arcos e Duas Cordas e Três Bolas, tendo em ambas ficado classificado em 4º lugar.

Esta competição foi marcada pela participação de países sul americanos, já que, além do Brasil, também o Chile (que foi reserva em ambas as finais), Argentina e o México estiveram presentes.

A China (medalha de ouro em Cinco Arcos), o Azerbaijão (primeiro lugar em 2 Cordas e 3 Arcos) e a Finlândia (duas medalhas de bronze) dominaram o pódio nas duas finais.

 

 

Veja todos os resultados aqui: http://www.fgp-ginastica.pt/…/WCC_Portimao_BookResults_DELE…

Comentários

pub
pub