Faro, Olhão e São Brás de Alportel ouvem “Contos de Liberdade”

A 16ª edição do Festival Contos da Liberdade realiza-se de 5 a 12 de Maio e passa por Faro, Olhão […]

A 16ª edição do Festival Contos da Liberdade realiza-se de 5 a 12 de Maio e passa por Faro, Olhão e São Brás de Alportel. 

Na edição deste ano, o cartaz é composto por contadores de histórias vindos do Brasil, Espanha, Marrocos e Portugal.

Ao longo do festival, organizado pela Associação Recreativa e Cultural do Algarve (ARCA), serão realizadas sessões de contos dirigidas a vários tipos de público. As palavras dos contadores de histórias vão passar por escolas, bibliotecas e festivais.

Segundo André Lara, fundador da ARCA, «os “Contos de Liberdade” regressam para mais uma vez deixarem a sua marca na primavera cultural algarvia».

Durante a primeira semana do festival, os Contos de Liberdade marcam presença no Ecofest, um evento que se realiza entre os dias 4 e 5 de Maio no Parque Natural da Ria Formosa em Marim (Olhão). O Ecofest, cuja organização está a cargo da ARCA, faz parte da agenda do programa “365Algarve”.

O cartaz de narradores do primeiro fim de semana conta com a presença, no Ecofest, das Narradoras Itinerantes, um coletivo de narradoras vindo do Brasil composto por Josy Maria e Luciana Costa. Desde Sevilha, chega Alicia Bullù, uma contadora de histórias que traz na voz os ritmos andaluzes e os contos do sul da península.

No dia 8 de Maio, o Festival Contos de Liberdade irá passar pela Universidade do Algarve, pelo encontro Partilhar Leituras, um evento que resulta da parceria entre a Biblioteca da Universidade do Algarve, a Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa e a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE). Esta sessão de contos estará a cargo de Luís Correia Carmelo, um contador de histórias residente em Faro e presença habitual em festivais de narração oral em vários países.

Fernando Guerreiro, presidente da ARCA, afirma que «nas histórias e nos contos está uma das melhores formas de entender o mundo em que vivemos e de conseguirmos descodificar o que todos os dias se passa à nossa volta. E, se todos temos uma história para contar, também temos muitas histórias para ouvir e muitas delas serão contadas durante o Festival Contos de Liberdade».

Na sexta-feira, dia 11 de Maio, às 21h30, o Festival Contos de Liberdade marca presença na Biblioteca Municipal de São Brás de Alportel. Esta noite estará a cargo de Hammu Topia, um narrador que chega desde Marrocos para contar histórias vindas dos grandes desertos e do coração do povo berbere.

No sábado, dia 12 de Maio, os contos instalam-se na Biblioteca Municipal de Faro para duas sessões, às 17h00 e às 21h30. Ambas estarão a cargo de Hammu Topia e de Manuel Garrido dos Piratas de Alejandria (Sevilha).

Ao longo de oito dias, a narração oral vai estar presente no Algarve com contos de várias partes do mundo e para todos os tipos de público. «Motivos não faltam para sair de casa e ouvir as histórias que os narradores da 16ª edição dos Contos de Liberdade trazem ao Algarve», diz a organização.

Para mais informações, basta enviar um e-mail para associacao.arca.algarve@gmail.com. Este festival conta com a parceria das Bibliotecas Municipais de Faro e São Brás de Alportel, da Rádio Universitária do Algarve (RUA) FM e do Bar Maktostas.

O “Contos de Liberdade” também tem o apoio da  Direção Regional da Cultura do Algarve e dos Municípios de Faro, Olhão e São Brás.

Comentários

pub