Faro leva projetos inovadores à feira “Portugal Economia Social”

O Município de Faro vai marcar presença na feira “Portugal Economia Social” que se realiza a partir desta quarta-feira, 23 […]

Restaurante “O Compromisso”

O Município de Faro vai marcar presença na feira “Portugal Economia Social” que se realiza a partir desta quarta-feira, 23 de Maio, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), no Parque das Nações. 

Faro vai ter um stand próprio para mostrar a «aposta do Município» na área social. Assim, a Câmara Municipal levará a conhecer dois projetos sociais inovadores no concelho.

No expositor da autarquia estarão representadas, além do Departamento de Ação Social e Educação, duas instituições de solidariedade pertencentes ao Conselho Local de Ação Social, com as quais tem desenvolvido um trabalho em rede: o GATO – Grupo de Ajuda a Toxicodependentes, que apresentará o seu projeto “Crescer Mudando”, e a AAPCDM- Associação Algarvia de pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais, com a apresentação do seu restaurante pedagógico “O Compromisso”.

Este projeto “Crescer Mudando”, também conhecido como GAP – Gabinete de Apoio Psicossocial, teve início em 2008, voltando a abrir nova candidatura em 2013 para responder às necessidades encontradas no Diagnóstico do concelho de Faro.

Foi então formulado o projeto “Crescer Mudando 2”, com ações de atendimento e encaminhamento de crianças, adolescentes e adultos, acompanhamento psicossocial individualizado, com avaliação psicológica e acompanhamento psicopedagógico, ações de sensibilização na área da educação para a saúde, ações de promoção da saúde, colónias de férias, grupos de treino de competências pessoais, sociais e parentais e grupos de inter-ajuda parental.

Por sua vez, o restaurante pedagógico “O Compromisso” da AAPCDM funciona como um espaço simulador, semelhante ao que os jovens irão encontrar quando iniciarem a sua prática em contexto de trabalho.

O projeto serve como «catalisador de mudança na forma como se desenvolve o processo formativo, procurando adequá-lo às necessidades individuais dos clientes capacitando-os para a realidade do mundo do trabalho», explica a Câmara de Faro.

Em termos sociais, «os almoços pedagógicos funcionam como um espelho com o qual se pretende promover a mudança na visão tradicional que liga a deficiência à incapacidade, mostrando à comunidade que apesar das suas limitações estes jovens serão capazes de se inserir no mercado de trabalho, tornando-se membros ativos e participativos».

Os alunos desta associação demonstrarão o seu talento, durante o certame, com demonstrações de culinária: no dia 23 serão confecionadas iguarias tradicionais, pelo curso de “cozinheiro”, e no dia 24 serão feitas demonstrações pelo curso “Empregado de Mesa”, com execução de serviço de bar, incluindo cocktails sem álcool.

O evento é visto pela autarquia como «um excelente veículo para promover o seu trabalho social e de integração feito em prol de um território mais inclusivo, dando visibilidade aos projetos sociais inovadores desenvolvidos em parceria com instituições de solidariedade do concelho de Faro».

No stand do Município de Faro serão ainda dados a conhecer os projetos desenvolvidos pela autarquia, através do seu Departamento de Ação Social e Educação, como a Gestão do Parque Habitacional Municipal, o Alojamento de Apoio Temporário, o Serviço de informação e Mediação para as Pessoas com Deficiência, o Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, o Gabinete de Apoio ao Emigrante, a Rede de Atendimentos Sociais, o Gabinete de Apoio ao Idoso, o Transporte Social, a Horta Social, a dinamização do Banco Local de Voluntariado, entre outras ações na área social.

Comentários

pub
pub