Duarte Benavente ficou em 7º em prova F1 Motonáutica ganha por Shaun Torrente

Duarte Benavente foi o sétimo classificado no Grande Prémio de Portugal/Algarve F1 Motonáutica, prova que decorreu este fim-de-semana em Portimão, […]

Duarte Benavente no GP Portugal F1H2O em Portimão – Foto: Vittorio Ubertone/Idea Marketing©

Duarte Benavente foi o sétimo classificado no Grande Prémio de Portugal/Algarve F1 Motonáutica, prova que decorreu este fim-de-semana em Portimão, nas águas do Rio Arade, e foi ganha pelo norte-americano Shaun Torrente.

O piloto português, que alinha pela equipa F1 Atlantic Team e é o único representante luso no mundial de F1 Motonáutica, não conseguiu repetir a subida ao pódio do ano passado, mas arrecadou quatro pontos para as contas do campeonato.

Este ano, além do vencedor da prova Shaun Torrente, o pódio foi ocupado pelo Thani Al Qemzi, dos Emirados Árabes Unidos e pelo francês Philippe Chiappe, vencedor em 2017. Os três pilotos arrecadaram, respetivamente, 20, 15 e 12 pontos.

A prova final no estuário do Arade, frente à cidade de Portimão, até chegou a estar ameaçada, por causa do mau tempo – chuva e trovoada – que se fez sentir durante a tarde. Mas depressa voltou a abrir o sol, para alívio de pilotos, equipas…e público.

Esta foi a primeira prova da edição de 2018 do Campeonato do Mundo. Depois de Portimão, os 19 pilotos de nove equipas ainda vão passar em cidades como Londres (Reino Unido), Evian (França), Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos) ou Sharjah (também nos EAU).

Cada uma das provas proporciona dois espetáculos distintos, nas modalidades de F1, mas também de F4. Esta foi a nona vez, nos 36 anos de história do Mundial de F1 Motonáutica, que a abertura da época teve lugar em Portimão, que já acolheu 17 grandes prémios.

A prova esteve arredada da cidade do Barlavento Algarvio durante alguns anos, mas regressou em 2016. Este ano, o Sul Informação esteve em reportagem nos bastidores, dando a conhecer mais um pouco do circo da F1 H2O.

 

Comentários

pub
pub