Algarsafe cresce, “abre portas” à Saúde e espera 10 mil visitantes no Portimão Arena

Bombeiros, médicos, forças de segurança e até o Centro Tático de Comando da Autoridade Nacional de Proteção Civil vão estar […]

Bombeiros, médicos, forças de segurança e até o Centro Tático de Comando da Autoridade Nacional de Proteção Civil vão estar no Portimão Arena entre quinta-feira e sábado, mas não será para responder a nenhuma catástrofe. A Algarsafe – Feira Internacional de Proteção Civil e Socorro vai regressar à cidade portimonense e, depois do sucesso da primeira edição, em 2016, haverá mais expositores, mais atividades abertas à participação do público e a duplicação da área do evento.

Richard Marques, comandante dos Bombeiros de Portimão, que organizam o certame em parceria com a Câmara Municipal, explicou ao Sul Informação que, depois de a primeira edição do evento ter superado as expetativas, este ano «fomos mais ambiciosos no número de expositores e atividades envolvidas. Um mês antes da feira, esgotámos totalmente o espaço comercial, que foi ampliado em relação ao primeiro ano. No interior do Portimão Arena, haverá 4000 m2 de exposição e, no exterior, ampliámos três a quatro vezes mais o espaço da feira, havendo 8000 m2 de exposição exterior, com exposição de meios e recursos de proteção civil, demonstrações práticas, cursos de curta duração para bombeiros, agentes de proteção civil, mas também atividades dirigidas ao público em geral».

Richard Marques

Um dos espaços expositivos, que será «um dos pontos altos da feira», será instalado pela empresa Infraestruturas de Portugal que «vai estabelecer no local uma linha de comboio e uma passagem de nível a sério, com uma composição com motorização, que vai permitir levar os alunos das escolas do concelho a conhecer as regras elementares de segurança rodo e ferroviária».

Esta vertente dirigida ao público em geral é realçada por Richard Marques que garante «um espaço inclusivo, não só para bombeiros, polícias, mas para os cidadãos que podem visitar a feira e ter a oportunidade de tomar contacto com estruturas de resposta e participar em ações de sensibilização para os riscos, conhecer medidas de autoproteção, aprender o que fazer em caso de emergência… Ali estão as pessoas certas para falar sobre isso: aqueles que garantem a segurança dos concidadãos».

Uma destas estruturas de resposta que irá estar instalada no Portimão Arena é o Centro Tático de Comando da Autoridade Nacional de Proteção Civil que é «o expoente máximo da organização num teatro de operações complexo. Será uma área de exposição muito interessante onde as pessoas podem ter o contacto com a estrutura montada no terreno para gerir uma operação de grande monta».

Richard Marques promete ainda «algumas surpresas programadas para os três dias. O programa é intenso e vai ocupar oito espaços dentro do Portimão Arena com dinâmicas pedagógicas, formações, ações de sensibilização, workshops e seminários de várias áreas. Os espaços vão estar sempre ocupados e há uma grande vantagem: é tudo gratuito».

Entre os seminários que vão ter lugar no Algarsafe, Richard Marques destaca «um dos mais fortes sobre o uso de drones em proteção civil e socorro. É uma inovação nesta área e virão palestrantes da Dinamarca e Itália contar-nos a sua experiência de utilização destes equipamentos. É uma oportunidade única. No entanto, serão três dias muito intensos e haverá pontos altos em permanência», garante.

A expetativa de visitantes ao longo dos três é, segundo Richard Marques, de 10 mil pessoas. «Há dois anos, tivemos 7 mil e temos a expetativa de crescer. Já temos histórico e todos sabem o sucesso que foi a primeira edição. Quem não teve oportunidade de visitar em 2016, vai visitar em 2018».

Algarsafe 2016

Há ainda outra novidade no Algarsafe 2018 em relação à primeira edição: a inclusão da área da saúde. «Na primeira edição tínhamos o evento mais dirigido para security & safety e agora incluímos também a saúde, com iniciativas nas áreas da emergência pré-hospitalar e catástrofe, envolvendo a comunidade médica. Há vários momentos dirigidos para essa comunidade, o que amplia a abrangência do público alvo do evento», acredita Richard Marques.

Apesar de o evento abrir portas às 9h00, a inauguração oficial do certame está marcada para as 17h00 de quinta-feira, dia 24 de Maio, com a presença de Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna.

Na cerimónia será feita a apresentação do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) para o Algarve, pelo Comando Distrital da ANPC, e serão entregues certificados de cidade resiliente a todos os municípios do Algarve.

«Vai estar presente um representante das Nações Unidas que vai entregar os certificados a todos os municípios do Algarve, que aderiram a esta campanha da ONU, através da Comunidade Intermunicipal. Estes documentos certificam todos os concelhos da região enquanto cidades resilientes», explica Richard Marques.

A Algarsafe, que é organizada pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão em parceria com a Câmara de Portimão, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, realiza-se de dois em dois anos e é a maior feira do género a Sul do Tejo.

 

O programa do evento pode ser consultado aqui (houve alterações em relação à cerimónia de abertura, conforme pode ser constatado no texto acima).

Comentários

pub
pub