Portimão acolhe sessão do Orçamento Participativo de Portugal em busca de mais ideias para o país e para a região

Depois de, na primeira edição em 2017, uma cidadã portimonense ter visto o seu projeto Ecoscience sair vencedor no Orçamento […]

Depois de, na primeira edição em 2017, uma cidadã portimonense ter visto o seu projeto Ecoscience sair vencedor no Orçamento Participativo Portugal (OPP), Portimão acolhe, na próxima segunda-feira, dia 23 de Abril, um Encontro Participativo, para a edição de 2018 do OPP.

Assim, a partir das 21h30, no Café-Concerto do TEMPO- Teatro Municipal de Portimão, todos os cidadãos são convidados a trocar ideias, debater e participar no Orçamento Participativo Portugal (OPP), dando o seu contributo com vista à melhoria de áreas relevantes da sociedade.

Na primeira edição do OPP, no Encontro Participativo de Portimão, Dulcineia Fernandes apresentou o EcoScience, na área da ciência, promoção da cultura científica, comunicação de ciência e inovação tecnológica, projeto que mereceu o voto dos cidadãos, tendo sido um dos dois projetos vencedores no Algarve.

O EcoScience tem como objetivo sensibilizar e desenvolver a literacia científica não só junto dos mais novos, como também junto da população sénior, e encontra-se neste momento a aguardar a deliberação do Júri para atribuição da verba para a sua execução.

Licenciada em biologia, Dulcineia vive em Portimão há 12 anos onde, nos últimos tempos, tem vindo a dedicar-se e a desenvolver trabalho na área da ciência e educação ambiental junto da comunidade escolar e foi uma das dezenas de pessoas que participaram na Sessão do OPP em Portimão, no ano passado.

A implementação do OPP é um compromisso do programa do Governo, e tem como objetivo construir em Portugal um projeto de participação cidadã que aproxime as pessoas da política e que promova maior ligação e integração entre territórios através de projetos de âmbito nacional.

A II edição do OPP (Orçamento Participativo Portugal) está a decorrer desde 24 de Janeiro e, até 24 de Abril, todos podem apresentar propostas para a implementação de projetos de âmbito nacional e regional em quaisquer áreas da governação e participar no processo de decisão de definição de projectos prioritários a realizar em 2018 no montante global de 5 milhões de euros.

O OPP abrange a totalidade do território português, integrando grupos de propostas de âmbito territorial diferenciado: 1 de âmbito nacional; 1 por cada uma das áreas das NUT II (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve); 1 por cada Região Autónoma.

Cada região do país terá sempre assegurada a existência de projetos vencedores do OPP no seu território. Podem participar no OPP todos os cidadãos nacionais com idade igual ou superior a 18 anos, apresentando propostas e votando nos projetos da sua preferência.

Comentários

pub
pub