Castores do Arade foram a melhor equipa da zona Sul na Taça de Portugal de regatas em linha

A equipa Kayak Clube Castores do Arade (KCCA), de Lagoa, foi a melhor da zona Sul na Taça de Portugal de […]

A equipa Kayak Clube Castores do Arade (KCCA), de Lagoa, foi a melhor da zona Sul na Taça de Portugal de regatas em linha de canoagem – Troféu Ryszard Hoppe – disputada este fim de semana, de 21 e 22 de Abril, no Centro de Alto Rendimento em Montemor-o-Velho. 

Esta prova serviu, ao mesmo tempo, como seletiva nacional, com vista ao apuramento dos melhores atletas para as equipas nacionais de velocidade, com o programa de provas já adaptado ao novo programa Olímpico para Tóquio 2020.

Ao longo do dia de sábado, os 600 atletas de 43 clubes realizaram quase duas centenas de eliminatórias e semifinais para apuramento dos melhores que participariam nas finais a disputar no domingo.

Os atletas dos Castores do Arade garantiram a presença em 13 finais sendo sete finais “A” para apurar os primeiros nove classificados e seis finais “B” para a classificação do 10º ao 18º lugar.

Tomás Santos e Iago Bebiano foram os atletas mais em destaque ao alcançar duas medalhas na final do K1 (kayak monolugar) 200 metros, em juniores. A dupla algarvia garantiu uma dobradinha com o ouro para Tomás Santos, com 37,228 segundos, e a prata para Iago Bebiano, com 38,144 segundos.

Estes atletas conseguiram também o apuramento para a final A de 500 metros, terminando Tomás Santos, em 4º lugar com 1.48,864 minutos e Iago Bebiano no 7º lugar com 1.51,216 minutos.

Maria Cabrita foi 6ª classificada na final de K1 200 metros, em seniores femininos, Gonçalo Bento foi 7º em K1 1000 metros, em juniores, e Diogo Filipe foi também 7º classificado em K1 200 metros cadetes. Apesar das classificações, estes atletas aguardam a decisão do Departamento Técnico da Federação tendo em vista a integração nas respetivas equipas nacionais.

Quem já tem certa essa presença assegurada são os juniores Tomás Santos e Iago Bebiano, continuando na equipa nacional de juniores que este ano tem como objetivo o Campeonato da Europa que se realiza em Auronzo di Catore, em Itália, de 28 de Junho a 1 de Julho e o Campeonato do Mundo que se realiza em Plovdiv, na Polónia, de 26 a 29 de Julho.

Os atletas vão participar no 2ª estágio da equipa Nacional, de 24 de Abril a 12 de Maio no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho.

Maria Cabrita, que está integrada no projeto Olímpico para Tóquio 2020, ficará a aguardar a decisão do Departamento Técnico quanto às tripulações que pretendem testar para o Campeonato da Europa que se realiza em Belgrado, a Sérvia, de 8 a 10 de Junho e para o Mundial que, pela primeira, se realiza em Montemor-o-Velho de 22 a 26 de Agosto.

Os Castores marcaram ainda presença em seis finais “B”, que classificam da 10ª à 18ª, com Rita Ângelo nos juniores femininos a ser 2ª classificada em K1 200 metros e 3ª classificada em K1 500 metros.

Ana Bebiano venceu a final “B” de K1 200 metros e terminou em 3º lugar nos 500 metros com Maria Cabrita a ser a 4ª classificada. André Soares em K1 200 metros cadetes foi o 2º classificado na final “B”.

Com esta prestação o Kayak Clube Castores do Arade terminou na 9ª posição colectiva, entre 43 clubes nacionais, com 384 pontos mais quatro do que o Sporting Clube de Portugal. O vencedor foi o Náutico de Ponte de Lima com 1428 pontos, seguido do Náutico de Prado com 1180 e a Associação Saavedra Guedes com 704.

Já o Grupo Desportivo de Alcoutim ficou, nesta prova, em 18º lugar, conquistado um total de 200 pontos. Já a Associação de Amigos da Mexilhoeira da Carregação, de Lagoa, ficou em 41º, apenas com oito pontos conquistados.

Comentários

pub
pub