«Algarve tem condições muito especiais para a agroindústria e espero que ela floresça»

Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria, quer ver a agroindústria «florescer» no Algarve. A governante está esta segunda-feira […]

Ana Teresa Lehmann, secretária de Estado da Indústria, quer ver a agroindústria «florescer» no Algarve. A governante está esta segunda-feira no Algarve e começou o seu périplo, que vai também passar por Olhão e Tavira, visitando três empresas incubadas no CRIA – Divisão de Empreendedorismo e Transferência de Tecnologia da Universidade do Algarve.

A secretária de Estado visitou a Sandworx, empresa especializada em desenvolvimento de hardware, software, robótica e soluções tecnológicas para empresas, a Agro-on, que produz salicórnia da Ria Formosa e também a Caviar Portugal, que planeia construir uma unidade fabril em Vendas Novas, com um investimento estimado de 12 milhões de euros.

Em declarações ao Sul Informação, Ana Teresa Lehmann considera que visitou «empresas de excelência» e diz ter ficado «muito satisfeita com o que pude observar. São empresas fantásticas, com grande capacidade de criar negócio e de internacionalização».

A governante mostrou-se ainda «muito agradada ver estas atividades a florescer nesta região tão promissora, que servem para fomentar a diversificação setorial do Algarve».

Ana Teresa Lehmann considera que a região algarvia tem «enorme potencial em vários setores, desde as tecnologias da informação e comunicação, inteligência artificial, indústria 4.0 e na agroindústria, que é um setor fundamental para Portugal, para o qual o Algarve tem condições muito especiais, e que espero que floresça. O CRIA está a criar condições para que isso aconteça».

 

Fotos: Fabiana Saboya | Sul Informação

Comentários

pub
pub