Tempestade Félix chegou ao Algarve com ventos de 122 km/h

A Tempestade Félix chegou ao Algarve por volta das 18h00, trazendo uma forte linha de instabilidade, que atravessou a região, […]

A Tempestade Félix chegou ao Algarve por volta das 18h00, trazendo uma forte linha de instabilidade, que atravessou a região, com chuva, trovoada e ventos muito fortes. Em Carvoeiro, segundo o site Meteofontes, foi registada uma rajada de 122 km/h.

O resultado foi um rasto de árvores e estruturas caídas, bem como telhados a voar, um pouco por todo o Algarve, de Aljezur a Alcoutim, mas até agora com grande predominância no Barlavento Algarvio.

Richard Marques, do Comando Distrital de Operações de Socorro, disse ao Sul Informação que desde o início do estado de alerta «foram registadas 60 ocorrências que envolveram 221 operacionais e 88 viaturas».

Segundo o comandante, os bombeiros foram chamados, principalmente, para intervir em operações de limpeza após queda de árvores e de outras estruturas, nomeadamente cabos elétricos. O fornecimento de eletricidade está, por isso, com falhas em alguns locais. « Recebemos a informação que Marmelete, no concelho de Monchique, está de momento sem luz», adiantou Richard Marques.

Devido à queda de árvores, na sua maioria em zonas urbanas ou junto a estradas, há alguns constrangimentos da circulação automóvel, nomeadamente junto ao Mercado de Santo Amaro, em Lagos, estando a polícia no local, para regular o trânsito. Portanto, todo o cuidado é pouco, apesar de parecer que a linha de instabilidade já atravessou o Algarve, dirigindo-se para Espanha.

No entanto, segundo Richard Marques, para as próximas horas, até à meia-noite, «é esperado que se mantenha a precipitação intensa e os ventos fortes», sendo que «a partir das 3h00, haverá um aumento da intensidade da agitação marítima».

Comentários

pub
pub