Secretários de Estado do Turismo e da Cultura já bailaram no Festival do Contrabando

Os secretários de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e da Cultura, Miguel Honrado, deixaram-se contagiar pelo espírito de festa […]

Os secretários de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e da Cultura, Miguel Honrado, deixaram-se contagiar pelo espírito de festa do Festival do Contrabando, que esta tarde começou, em Alcoutim, e até se juntaram ao baile, como se pode ver nas fotos.

Os dois governantes foram também dos primeiros a cruzar o Guadiana, entre Alcoutim, na margem portuguesa, e Sanlúcar, na margem espanhola, atravessando a ponte flutuante que, durante estes três dias e até domingo (se o tempo ajudar), se manterá sobre o rio. E não se fizeram rogados, tendo participado da recriação histórica, com baile, que misturou contrabandistas, guardas-fiscais, carabineiros, vendedores ambulantes e artesãos.

A travessia estará aberta por períodos de duas horas e meia, ao sábado e domingo de manhã (encerra às 12h30), e durante a tarde, até às 17h30 de sexta-feira e sábado e as 18h00 de domingo.

Durante três dias, Alcoutim e Sanlúcar, parceiras na promoção do festival, celebram a cultura e as memórias da raia do Guadiana com um programa reforçado. O programa completo, em formato pdf, pode ser descarregado seguindo este link.

Este ano, até há duas estreias nacionais. Uma delas é a do artista Chacovachi (cujo nome real é Fernando Cavarozzi), um palhaço e bufão argentino, que apresenta, em estreia em Portugal, o espetáculo “Cuidado! Um palhaço mau pode arruinar a tua vida”.

Também presente, estará Adam Read, «um artista sem fronteiras, que trabalhou no Cirque du Soleil, que traz algumas das suas personagens, palhaços ou mimos sobre andas», segundo a autarquia alcouteneja. “Mezzanine”, “La Strato”, “Parasomnia” e “TheGiant” são «espetáculos únicos», que o artista irá trazer a Portugal pela primeira vez.

Estes e os demais espetáculos e eventos de animação que serão promovidos ao longo dos três dias dividir-se-ão entre Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana. Quem estiver num dos lados da fronteira e não quiser perder um espetáculo que terá lugar no país vizinho, precisa apenas de adquirir um bilhete para a ponte e fazer-se ao caminho.

Tudo isto acontecerá no meio de uma recriação histórica, em que contrabandistas, guardas-fiscais, carabineiros, vendedores ambulantes e artesãos se misturam e interagem com os visitantes.

O Festival do Contrabando é organizado pela Câmara Municipal de Alcoutim, em parceria com o Ayuntamiento Sanlúcar de Guadiana. Os apoios surgem do Governo de Portugal, Turismo de Portugal, da Região de Turismo do Algarve e do “365Algarve”, bem como da Junta de Andaluzia e da Mancomunidad da Betúria, ambas de Espanha.

 

Fotos: Hugo Rodrigues | Sul Informação

Comentários

pub
pub