Procissões do Triunfo e do Enterro do Senhor são ponto alto da Quaresma em Tavira

As procissões do Triunfo no Domingo de Ramos (25 de Março), do Enterro do Senhor (30 de Março), assim como […]

As procissões do Triunfo no Domingo de Ramos (25 de Março), do Enterro do Senhor (30 de Março), assim como o Concerto de Páscoa (1 de Abril) são os eventos que integram as celebrações da Quaresma em Tavira.

No dia 25, Domingo de Ramos, às 17h00, tem lugar a Procissão do Triunfo, com partida da Igreja do Carmo.

Esta procissão, organizada pela Irmandade de Nossa Senhora do Monte do Carmo, é composta por vários andores de talha dourada, que descrevem a vida de Cristo, desde o Monte das Oliveiras até à sua morte.

Existem registos que dão conta que esta manifestação religiosa já se organizava, no ano de 1789, pela Ordem Carmelita da cidade de Tavira.

Ainda neste âmbito, realizam-se, nos dias 24 e 25, nas igrejas de Santa Luzia (dia 24, 16h00), Santiago (24, 17h00), Cabanas (24, 18h30), São Paulo (25.03, 09h00), Conceição (dia 25, 10h00), Santa Maria (25, 11h00 e 12h15) a Celebração do Domingo de Ramos.

A Via Sacra, promovida pelas Paróquias de Tavira, decorre, no dia 28 de Março, a partir das 21h00, num percurso composto por catorze estações, em torno da Igreja de Santa Maria.

Também, nos dias 23 e 24, as igrejas de Santa Luzia (23, 17h00), Cabanas (23, 19h00 e 24, 17h00), Santiago (23, 21h00 e 24, 15h00), acolhem esta manifestação de fé cristã, sendo que, no dia 24, em Cabanas, os destinatários são as crianças da catequese.

Trata-se de «um momento que tem como objetivo meditar na paixão, morte e ressurreição de Cristo. É o reviver, através de um caminho espiritual, dos últimos momentos da vida de Jesus Cristo na terra», salienta a Câmara.

No dia 29, é possível assistir, nas igrejas de Santa Luzia (17h00), Santa Maria (19h30) e Conceição (21h00) à celebração da Ceia do Senhor.

A Procissão do Enterro do Senhor, organizada pela Santa Casa da Misericórdia de Tavira, tem lugar, no dia 30, Sexta-Feira Santa, pelas 21h00, a partir da Igreja da Misericórdia.

Este ato religioso foi estabelecido, em Portugal, nos séculos XV e XVI, passando a integrar as celebrações tradicionais da Semana Santa.

Comentários

pub
pub