Em noite de festa, mas «sem ocorrências de maior», foi a Uber quem faturou

A entrada do Algarve em 2018 decorreu «sem ocorrências de maior». As intoxicações devido ao consumo de álcool, sobretudo nas […]

A entrada do Algarve em 2018 decorreu «sem ocorrências de maior». As intoxicações devido ao consumo de álcool, sobretudo nas principais zonas de diversão noturna, como a Oura ou a Praia da Rocha, obrigaram à intervenção dos bombeiros, mas, nas estradas, de acordo com o site da Proteção Civil, não houve acidentes rodoviários. Boa parte dos algarvios – e não só – que precisaram de se deslocar, optaram por utilizar táxis ou serviços como a Uber, que registaram elevada procura.

Uma viagem de cerca de 12 quilómetros, utilizando a aplicação Uber, a partir de Faro, atingiu ontem preços entre os 50 e os 60 euros, devido ao elevado número de solicitações. O mesmo trajeto pode ser feito, noutro dia, por menos de 10 euros.

De acordo com a Proteção Civil, entre as 00h00 e as 9h00, os bombeiros socorreram 16 vítimas de intoxicação e acorreram a 5 ocorrências de agressão.

Houve ainda um pequeno foco de incêndio em Quarteira, numa zona de mato, cerca da 1h00, que, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro, foi combatido, e rapidamente extinto, por 10 operacionais e quatro viaturas.

 

Comentários

pub
pub