Livro conta a história de um «improvável» revolucionário algarvio

Um “Revolucionário Improvável” é o nome do livro, de Pedro C., que conta a história do antifascista algarvio João Martins […]

Um “Revolucionário Improvável” é o nome do livro, de Pedro C., que conta a história do antifascista algarvio João Martins “Cristina”, sendo apresentado no próximo dia 15 de Dezembro, às 21h30, na Biblioteca Municipal de Silves. 

A obra será apresentada pelo autor, natural de Tunes, e contará com a presença do biografado João Martins “Cristina”, entre outros.

Editada pela Âncora Editores, esta é uma obra que contém factos inéditos e que «procura clarificar mitos e outras “verdades” relativas à Operação Vagô, comandada por Palma Inácio», diz a Câmara de Silves.

O livro é a «história de um revolucionário antifascista algarvio, nascido nos arredores de Tunes, que, aos 19 anos, saiu do país, exilando-se em Paris, depois Londres e Bruxelas, a fim de integrar o grupo de revolucionários que, a partir do exterior, combatiam o regime salazarista».

Além de ter estado fora do país cerca de 50 anos, João Martins “Cristina” dedicou 20 destes à luta armada. Esteve longos anos ao lado de Palma Inácio e do Capitão Henrique Galvão, tendo, entre outras ações, participado no célebre desvio do avião da TAP em 1961 com Camilo Mortágua e Amândio Silva.

Hoje com 82 anos de idade, João Martins “Cristina” regressou ao seu Algarve onde recordou a sua história revolucionária aqui condensada neste livro. O produto das vendas deste livro será doado a instituições de solidariedade social, por opção de João Cristina.

O telefone 282 440 899 e o endereço de correio eletrónico biblioteca@cm-silves.pt são os contactos da Biblioteca para o fornecimento de informações adicionais.

A entrada para esta apresentação é livre.

Comentários

pub