“Ana” faz voar tendas da feira de Natal de Lagoa e derruba árvores

A tempestade “Ana” passou esta madrugada pelo Algarve e, apesar de não haver grandes estragos, deixou a sua marca: as […]

Foto: José Fernandes, publicada no Facebook

A tempestade “Ana” passou esta madrugada pelo Algarve e, apesar de não haver grandes estragos, deixou a sua marca: as tendas da feira de Natal de Lagoa, junto ao Auditório Municipal, voaram e também houve derrube de árvores em vários locais da região.

Estas quedas registaram-se, por exemplo, em Loulé, Moncarapacho (Olhão) ou no Monte Raposo, concelho de Silves. Fonte da Proteção Civil adiantou ao Sul Informação que também houve «algumas inundações, mas nada de grave».

Segundo a mesma fonte, não se «registaram nenhuns danos», nem pessoais, nem materiais, em todas estas ocorrências.

De acordo com a Antena1, centenas de passageiros, de dois voos da TAP, ficaram retidos no Aeroporto de Faro, durante a noite, devido ao mau tempo.

Queda de árvore em Loulé. Foto: Suzana Almeida, publicada no Facebook

Desde a meia-noite de domingo foram registadas, em todo o país, mais de 2700 ocorrências devido à tempestade “Ana”. A maior parte (1900) está relacionada com a queda de árvores. Os distritos do Norte foram os mais afetados.

Em Marco de Canaveses, distrito do Porto, registou-se a única vítima mortal: uma mulher, que foi atingida por uma árvore.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) mantém o alerta laranja, para o distrito de Faro, devido a agitação marítima, até às 23h59 desta segunda-feira, 11 de Dezembro. Segundo o IPMA, na costa ocidental, haverá «ondas de noroeste, com 5 a 6 metros, podendo chegar a 10 metros de altura máxima».

 

Comentários

pub
pub