37º Encontro de Charolas dá as boas vindas ao novo ano em Faro

O 37º Encontro de Charolas da Cidade de Faro realiza-se no dia 7 de Janeiro, a partir das 14h30, no […]

O 37º Encontro de Charolas da Cidade de Faro realiza-se no dia 7 de Janeiro, a partir das 14h30, no Teatro das Figuras, dando as boas vindas ao novo ano.

Esta já é uma tradição com «forte implantação no concelho», diz a Câmara de Faro.

Neste encontro vão participar 12 grupos de charolas, vindas de diversos pontos do concelho.

A saber: Charola da Sociedade Recreativa Bordeirense, Charola Flor de Liz, Charola Aldeia Branca de Estoi, Charola Juvenil de Bordeira, Charola da Casa do Povo da Conceição de Faro, Charola Ossonoba de Estoi, Charola Flor Oriental; Charola Amizade Estoiense, Charola Mocidade União Bordeirense, Charola A Democrata, Charola Juventude União Bordeirense e Charola União Bordeirense.

«Cada grupo atuará durante 30 minutos, prometendo levar alegria, boa disposição e cantares tradicionais, dando também espaço ao despique e à improvisação», diz a Câmara de Faro.

O espetáculo tem a duração aproximada de seis horas, tendo entrada livre, sujeita à lotação da sala.

«As charolas, cuja atuação pública decorre durante os primeiros dias de cada ano, são agrupamentos de homens e mulheres que, acompanhados por instrumentos (acordeão, ferrinhos, saxofone, pandeiretas e castanholas), atuam em festivais de charolas e percorrem as casas dos amigos e os principais estabelecimentos comerciais da sua zona, lançando cantigas e quadras geralmente improvisadas num ambiente de jovialidade e alegria», explica a autarquia.

«Uma das figuras mais importantes nos grupos charoleiros é o “começador”, que representa a figura do maestro.
Existem divergências sobre as origens desta cultura popular, mas julga-se ter surgido em 1918, no final da 1ª Guerra Mundial, para saudar com alegria os conterrâneos que regressavam dos campos devastados de Flandres», conclui.

Comentários

pub
pub