Colégio Internacional de Vilamoura entregou bens a vítimas dos incêndios

Os bens recolhidos na campanha lançada pelo Colégio Internacional de Vilamoura (CIV) para ajudar as vítimas dos incêndios que assolaram […]

Os bens recolhidos na campanha lançada pelo Colégio Internacional de Vilamoura (CIV) para ajudar as vítimas dos incêndios que assolaram o Centro do país já foram entregues em Oliveira do Hospital e Arganil.

No início da semana, saíram do Algarve «camiões e uma carrinha com os bens reunidos», entre os quais se contavam «brinquedos, material escolar, utensílios de cozinha, alguns eletrodomésticos, atoalhados, cobertores, roupas e calçado de criança e adulto, alimentos, utensílios e detergentes de limpeza e material de higiene pessoal», segundo o CIV.

Por outro lado, houve vários hotéis dos concelhos de Loulé e Albufeira que doaram «móveis, sobretudo camas, colchões, mesinhas de cabeceira, mesas de jantar, cadeiras, televisores e objetos de decoração de interiores».

Este material foi recolhido ao longo de cinco dias, numa campanha que envolveu pais, alunos, colaboradores (docentes, auxiliares e técnicos) e  amigos do estabelecimento de ensino que a promoveu.

«Em Arganil, a comitiva do CIV foi recebida no centro de logística que está situado na antiga Fábrica de Cerâmica Arganilense, local onde todos bens entregues são seriados e organizados. Alguns voluntários ajudam na receção e organização dos donativos. Neste espaço as famílias podem escolher os bens de que necessitam para recomeçar as suas vidas agora suspensas», descreveu o colégio.

«Em Oliveira do Hospital, a Câmara Municipal, em articulação com os Bombeiros Municipais e a Fundação Aurélio Amaro Diniz, recebem e distribuem os donativos que chegam de todo o país. Neste concelho os incêndios vitimaram mais de uma dezena de pessoas e ficaram centenas desalojadas», acrescentou.

Nesta fase, «ainda são necessários materiais de construção, eletrodomésticos, móveis e rações para animais» para as vítimas dos incêndios.

«O CIV agradece a todos os envolvidos nesta campanha e reitera o papel das escolas e dos educadores na formação cívica das crianças e jovens. Os projetos educativos devem colocar em destaque e manter como áreas axiais, para além das competências cognitivas e socio afetivas, o voluntariado social e ambiental, promovendo a cidadania ativa», concluiu o colégio de Vilamoura.

 

Fotos: Colégio Internacional de Vilamoura

Comentários

pub
pub