Portimonense deu um de avanço, mas acabou por golear o Vitória de Setúbal

O jogo dificilmente poderia ter começado pior, para os da casa, mas o golo madrugador do Vitória acabou por espicaçar […]

O jogo dificilmente poderia ter começado pior, para os da casa, mas o golo madrugador do Vitória acabou por espicaçar o Portimonense e embalá-lo para uma goleada à turma de Setúbal. Um triunfo por 5-2 que permitiu aos algarvios dar um salto para a 11ª posição da I Liga, ultrapassando não só a equipa que defrontou hoje, dia 30 de Outubro, mas também o Tondela e o Feirense.

O primeiro golo da partida surgiu logo aos 2 minutos e foi marcado pela equipa visitante. Arnold, vindo de trás, respondeu da melhor forma a um cruzamento de Nuno Pinto e colocou o Vitória de Setúbal em vantagem.

O Portimonense reagiu e empatou a partida aos 6 minutos, por Uri Rossel, que rematou forte de fora da área,longe do alcance do guarda-redes sadino Trigueira.

A partir do golo do empate, o jogo estava dividido, mas cinco minutos de inspiração permitiram ao Portimonense ganhar uma vantagem confortável. Aos 23 minutos, foi Dener a cabecear para o fundo da baliza e a colocar os algarvios a vencer por 2-1. Logo a seguir, aos 25 minutos, o árbitro assinalou penálti a favor da equipa de Portimão, que Fabrício não desperdiçou. Foi com o marcador a assinalar 3-1 que as equipas foram para os balneários.

No segundo tempo, o Vitória de Setúbal entrou com vontade de marcar, mas foi o Portimonense a consegui-lo. Aos 60 minutos, Paulinho terminou uma boa jogada de envolvimento dos algarvios e dilatou o resultado para 4-1.

Aos 68 minutos, o Vitória viu o seu capitão Vasco Fernandes ser expulso por vermelho direto, após ter atingido Fabrício com um pontapé na cara, ao tentar disputar a bola. Num primeiro momento, o árbitro deu amarelo, mas depois de recorrer ao vídeo-árbitro (VAR) mudou a cor do cartão.

Pouco depois, aos 74 minutos, Fabrício bisou na partida e marcou o quinto do Portimonense. O Vitória de Setúbal conseguiu reduzir na sequência de um livre, aos 77, por intermédio de Podstawski. Também aqui houve recurso ao VAR, pois o golo foi anulado por suposto fora-de-jogo, mas o juiz da partida voltou atrás na sua decisão e validou o segundo dos sadinos.

Com este resultado, o mais dilatado conseguido pelos algarvios esta época, o Portimonense passa a somar 11 pontos e tornou-se a 4ª equipa mais goleadora da I Liga, apenas atrás dos três grandes. Por outro lado, tem o segundo pior registo em golos sofridos, apenas superado pelo lanterna vermelha Estoril.

 

Fotos: Nelson Inácio|Sul Informação

 

Comentários

pub
pub