I Jornadas Técnicas da Direção Regional de Cultura fizeram balanço do que foi feito

As I Jornadas Técnicas da Direção Regional de Cultura do Algarve (DRCAlg) realizaram-se no dia 11 de Outubro, fazendo um […]

As I Jornadas Técnicas da Direção Regional de Cultura do Algarve (DRCAlg) realizaram-se no dia 11 de Outubro, fazendo um balanço da atividade desenvolvida de 2013 até Setembro deste ano. 

Assim, foram apresentados alguns indicadores como as evoluções do quadro de pessoal, do orçamento total e das receitas próprias, dos apoios atribuídos (em valor e número de associações) e do número de visitantes nacionais e estrangeiros nos monumentos afetos.

Esta iniciativa fez-se «sob o entendimento de que a partilha técnica entre os que atuam numa mesma instituição permite um melhor conhecimento das ações em desenvolvimento», diz a DRCAlg.

«As Jornadas contribuíram para a formação interna e construção do espírito de equipa, o mote do desafio proposto aos colaboradores», acrescenta.

No evento, foram apresentados os projetos inscritos no CRESC 2020, aprovados: Fortaleza de Sagres, Castelo de Paderne, Portal da Sé de Silves, Ruínas Romanas de Milreu e Alcalar e, ainda, um dos projetos transversais em desenvolvimento – “Lojas com História”.

As concretizações efetuadas nestes anos e as dinâmicas em curso mereceram também uma referência especial, considerando relevante a mudança de instalações, de imagem e de página de Internet, a criação de novas normas de apoio à Ação Cultural e à Edição, a criação do prémio Maria Veleda, o Programa de Dinamização e Valorização dos Monumentos (DiVaM) e a parceria do Café com Letras, assim como a consagração do Promontório de Sagres como Marca do Património Europeu e a inscrição dos “Lugares de Globalização” na lista indicativa das candidaturas da UNESCO a Património Mundial.

«A apresentação e discussão da partilha do trabalho interpares sobre os monumentos, com obras previstas e em curso, foi um momento de aprendizagem e troca de saberes, reconhecido como muito positivo», diz a DRCAlg.

«O lema proposto “Cultura e Património no Algarve”, valores a reforçar e a democratizar para o Plano Estratégico da Direção Regional de Cultura do Algarve para 2015-2018, foi um desafio partilhado e cumprido por todos», acrescenta.

Na fase de apresentação das propostas de melhoria contínua para a ação da DRCAlg «foram colocadas e debatidas questões de caráter técnico e financeiro, reconhecendo-se que as mesmas nem sempre conseguem ser conhecidas e compreendidas de forma alargada».

«O objetivo desta partilha técnica foi atingido e considerado uma mais valia entre palestrantes e assistentes, pois permitiu não só conhecer o trabalho desenvolvido interpares, mas também a troca de informações que possibilita um ganho na prossecução dos projetos comuns».

As próximas jornadas ficaram agendadas para o próximo mês de Dezembro e terão como tema “Dinamização, Ação e Comunicação Cultural”.

A ideia é que as Jornadas Técnicas ocorram, em média, três vezes no ano, sendo a primeira, em cada ano, dedicada às questões de gestão da organização, ao seu funcionamento e orçamento, e debate sobre a exposição técnica dos assuntos relacionados.

Comentários

pub
pub