Estão abertas candidaturas aos apoios do MAR2020 para o Sotavento do Algarve

O Grupo de Ação Local Pesca do Sotavento do Algarve está a aceitar candidaturas aos Fundos da União Europeia do […]

O Grupo de Ação Local Pesca do Sotavento do Algarve está a aceitar candidaturas aos Fundos da União Europeia do Programa Operacional Mar2020 até ao dia 5 de Janeiro. Ao todo, há mais de 3,3 milhões de euros para apoiar projetos ligados ao setor do mar e das pescas.

«Este aviso disponibiliza apoio não reembolsável, com uma taxa de cofinanciamento público de 50% a 100%, mediante a tipologia de beneficiário e natureza do projeto», segundo a Câmara de Olhão, que gere a nível local este linha de apoios financiada pelo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas e pelo Orçamento de Estado.

São elegíveis projetos nas seguintes áreas: «inovação em espaço marítimo; qualificação escolar e profissional relacionada com o meio aquático; promoção de Planos de Mar; preservação, conservação e valorização dos elementos patrimoniais e dos recursos naturais e paisagísticos; reforço da competitividade da pesca; reforço da competitividade do turismo; promoção de produtos locais de qualidade; melhoria dos circuitos curtos de bens alimentares e mercados locais, no âmbito do mar».

As candidaturas deverão ser apresentadas em suporte papel e em triplicado, com recurso ao formulário disponibilizado nos sites do GAL Pesca Sotavento Algarve e do Programa MAR2020.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone 289700171 ou do email geral@galsotavento.com.

O GAL Pesca Sotavento Algarve é uma parceria constituída por entidades públicas e privadas do sotavento algarvio, cujo parceiro gestor é o Município de Olhão, «com a finalidade de implementar a Estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária Costeira na região do Sotavento do Algarve».

«O território de intervenção desta entidade engloba as zonas costeiras e ribeirinhas dos concelhos do Sotavento do Algarve e tem como objetivos estratégicos promover e valorizar a competitividade das atividades do cluster Mar do Sotavento, promover a empregabilidade da população do território de intervenção, promover a sustentabilidade e valorização do património natural e cultural da Ria Formosa e do estuário do Guadiana e dinamizar a cooperação e animação do território», concluiu a autarquia.

Comentários

pub
pub