Polícia Marítima e ANACOM detetam 9 barcos com sistemas de comunicação irregulares

A Polícia Marítima do Sul e a ANACOM detetaram nove embarcações com irregularidades nos sistemas de comunicação, entre 5 e […]

A Polícia Marítima do Sul e a ANACOM detetaram nove embarcações com irregularidades nos sistemas de comunicação, entre 5 e 8 de Setembro, no âmbito de uma operação de fiscalização a barcos de pesca e marítimo-turísticas, que operam nos portos de Olhão, Quarteira/Vilamoura, Portimão e Lagos.

Segundo a Autoridade Marítima, foram fiscalizados 32 barcos e as situações irregulares detetadas deveram-se à falta de certificação válida e utilização de frequências não autorizadas.

«Esta operação teve como objetivo combater interferências radioelétricas que afetam, não só os canais privativos do Sistema de Comunicações da Autoridade Marítima, como também inúmeras frequências dos Serviços Móvel Marítimo, Móvel Aeronáutico e Móvel Terrestre, que frequentemente têm origem nas estações instaladas a bordo das embarcações», explica a Autoridade Marítima.

Além dos elementos da ANACOM, estiveram envolvidos na operação os Comandos-locais da Polícia Marítima de Olhão, Faro, Portimão e Lagos.

A Autoridade Marítima diz que devido ao «trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos anos neste tipo de fiscalizações, denota-se um decréscimo de infrações nesta área, verificando-se que os operadores estão mais sensibilizados para o cumprimento das normas neste domínio».​

Comentários

pub
pub