Iate fundeado frente a Alvor foi ao fundo

Um iate com cerca de 20 metros foi encontrado afundado, esta manhã, na Ria de Alvor, no concelho de Portimão. […]

Um iate com cerca de 20 metros foi encontrado afundado, esta manhã, na Ria de Alvor, no concelho de Portimão. O barco, que estava fundeado no porto de abrigo local, não apresenta danos estruturais aparentes e deverá ter metido água devido a uma avaria numa válvula.

Segundo revelou ao Sul Informação o capitão do Porto de Portimão, que enviou para o local elementos da Polícia Marítima, a embarcação «não apresenta sinais exteriores de degradação nem de danos, pelo que é pouco provável a hipótese de ter sido abalroada ou de ter um problema estrutural».

«O mais provável é que se tenha estragado uma válvula de admissão de água do motor e que tenha começado a meter água. Mas isso só se poderá saber ao certo quando o barco sair da água», disse o comandante Santos Arrabaça.

A embarcação em causa é um pequeno iate «do tipo motorsail, que tanto pode andar à vela como a motor».

O proprietário do barco não é português e vive fora do país, mas a Polícia Marítima já entrou em contacto com a pessoa que ficou encarregada de cuidar dele. «Essa pessoa esteve no local, forneceu os seus dados e disse que o proprietário está interessado em retirar a embarcação da água», explicou o comandante Santos Arrabaça.

Para isso, terá de ser apresentado um plano à Docapesca, que tem jurisdição sobre a zona onde a embarcação afundou. «O barco tem seguro, pelo que isso deverá acontecer nos próximos dias. Doutra forma, será a Docapesca a retirá-lo. Seja como for, a situação deve estar resolvida em poucos dias», explicou.

Esta manhã, já esteve no local um equipa de mergulhadores, contratada pelo dono da embarcação, para fazer uma avaliação da situação.

 

Fotos: Elisabete Rodrigues|Sul Informação

Comentários

pub
pub