Horta Solidária cuidada por reclusos dá 12 toneladas de hortícolas ao Banco Alimentar

Em ano e meio, a Horta Solidária “deu” 12 toneladas de alimentos e ajudou a reinserir na sociedade 20 reclusos […]

Em ano e meio, a Horta Solidária “deu” 12 toneladas de alimentos e ajudou a reinserir na sociedade 20 reclusos ou ex-reclusos dos estabelecimentos prisionais de Faro e Olhão. O Banco Alimentar Contra a Fome e da empresa Algar fazem um balanço positivo deste projeto, que lançaram em conjunto em Março de 2016, revelando que os alimentos ali produzidos chegaram a instituições que, em conjunto, contam com mais de 18 mil beneficiários.

Segundo a Algar, empresa responsável pela gestão dos resíduos urbanos no Algarve, o projeto Horta Solidária tem-se revelado «um projeto extremamente emblemático e significativo, pois para além dos excelentes resultados verificados, tem permitido trabalhar questões muito importantes como a integração social, a proteção do ambiente e os cuidados nutricionais, neste caso a integração de alimentos mais saudáveis na alimentação de pessoas carenciadas de todo o Algarve».

Ao criar este projeto, os seus promotores visaram, principalmente, garantir uma atividade que permitisse a reintegração na sociedade a reclusos dos estabelecimentos prisionais de Faro e Olhão.

«Ao longo de ano e meio, cerca de 20 homens passaram pelo projeto, a grande maioria já em liberdade condicional e a trabalhar. Equipas compostas, em regra, por 4 homens, realizaram atividades no âmbito da produção de hortícolas em agricultura biológica, desenvolvidas nos terrenos cedidos pelo Ministério da Agricultura (Patacão, Faro) e com o resultado do seu trabalho permitiram que muitas famílias carenciadas apoiadas pelo BACF passassem a ter acesso a alimentos saudáveis variados», ilustrou a Algar.

Desde o lançamento do projeto, a Algar contribuiu com mais de 26 toneladas do composto Nutriverde, «um produto 100% natural, amigo do ambiente, ideal para utilização como fertilizante orgânico e ou substrato que pode ser usado como fator de produção em agricultura biológica».

Foi com a ajuda deste composto que se plantaram e colheram mais de uma dezena de toneladas de hortícolas diversas, nomeadamente alface, tomate, pimento, curgete, abóbora, couves, favas, cebola e batata-doce.

Comentários

pub
pub