Ministro diz que Algarve dá «contributo importante» para o crescimento económico

O Algarve e o turismo têm «dado um contributo importante para o crescimento» da economia portuguesa, que foi de 2,8% […]

Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia

O Algarve e o turismo têm «dado um contributo importante para o crescimento» da economia portuguesa, que foi de 2,8% no segundo trimestre deste ano. Esta é uma das reações de Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, aos números, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística esta segunda-feira.

À margem da iniciativa “Briefing Economia Portuguesa e do Algarve”, promovida em Faro pela delegação da Ordem dos Economistas, o governante revelou que se verificou «um forte crescimento do turismo fora da época alta» no Algarve.

Isso «dá mais estabilidade ao emprego» e ajuda a que a região tenha «uma economia mais estável ao longo do ano», acrescentou.

Os números conhecidos esta segunda-feira merecem um comentário a Manuel Caldeira Cabral: «Portugal está a crescer bem e acima da média europeia».

Portugal repete, assim, os 2,8% registados no primeiro trimestre, o que não «foi sorte: foi trabalho», segundo o ministro. O crescimento está a ser «sustentado pelo investimento, pelas empresas portuguesas e pelas exportações».

Mesmo no Algarve, «tem havido uma diversificação da economia». É que o Governo tem «desenvolvido políticas para combater a sazonalidade», como o 365 Algarve, por exemplo.

Além disso, também se tem «trabalhado em alargar as ligações aéreas só do Verão para todo o ano», com o resultado a ser «muito interessante», concluiu.

O ministro recebeu, já no final da iniciativa, dois postais, referentes à exploração de petróleo e à destruição da paisagem da Dieta Mediterrânica, que lhe foram oferecidos por duas ativistas.

 

Fotos: Pedro Lemos | Sul Informação

Comentários

pub
pub