Caminhada cultural dará a conhecer sítios arqueológicos em Vilamoura e Quarteira

Uma caminhada cultural arqueológica entre o Cerro da Vila, em Vilamoura, e Loulé Velho, em Quarteira, realiza-se na noite de […]

Uma caminhada cultural arqueológica entre o Cerro da Vila, em Vilamoura, e Loulé Velho, em Quarteira, realiza-se na noite de 4 de Agosto, a partir das 21h30. 

A iniciativa “Património ao Luar” dará a conhecer aqueles dois sítios arqueológicos do concelho de Loulé.

Em Agosto, a exposição «LOULÉ. Territórios, Memórias, Identidades», patente no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa, vem para a rua e convida todos a conhecer os sítios arqueológicos entre o Cerro da Vila e Loulé Velho (Quarteira), de onde provêm muito dos objetos expostos, e
que são dois dos mais importantes centros de comércio romano que existiram no Algarve.

Pelo meio, é possível visitar ainda os locais onde se encontravam o sítio pré-histórico de Forte Novo, o sítio romano de Quarteira Submersa e as fortificações modernas da Torre de Quarteira e do Forte Novo.

Integradas no programa cultural da exposição LOULÉ. Territórios, Memórias, Identidades, as caminhadas culturais arqueológicas pretendem promover o Património Cultural do concelho percorrendo os vários milénios da História de Loulé.

A caminhada entre os sítios arqueológicos Cerro da Vila e Loulé Velho, numa extensão de 7 quilómetros, tem um grau de dificuldade baixo (parte do percurso é em areia), com uma duração prevista de duas horas.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias para exposicaolouleeducativo@mnarqueologia.dgpc.pt ou 289 400 611, com indicação do nome completo, NIF e data de nascimento. A organização aconselha ao uso de roupa e calçado confortável, água, refletor e luz própria.

O local de encontro será na Estação Arqueológica do Cerro da Vila, em Vilamoura. O final do programa está previsto para as 23h45, com o regresso ao local de partida em autocarro.

No dia 23 de Setembro, será promovida nova caminhada cultural arqueológica, desta vez na zona do Ameixial e tendo como tema a Escrita do Sudoeste.

«LOULÉ. Territórios, Memórias, Identidades» apresenta mais de 7 mil anos de história do concelho, revela costumes, hábitos alimentares e a vida quotidiana das várias civilizações que por ali passaram através de peças arqueológicas. A exposição está patente no Museu Nacional de Arqueologia (Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa), de terça-feira a domingo, entre as 10h00 e as 18h00.

 

 

Comentários

pub