Reclusos de Olhão pintaram equipamentos na Fuseta

Reclusos do Estabelecimento Prisional de Olhão (EPO) saíram à rua para pintar diversos equipamentos na Fuseta, ao abrigo de um […]

Reclusos do Estabelecimento Prisional de Olhão (EPO) saíram à rua para pintar diversos equipamentos na Fuseta, ao abrigo de um acordo entre o EPO e a União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta.

Ao longo de uma semana, uma brigada de reclusos esteve no terreno e pintou os muros do largo da igreja, o exterior das denominadas “Casas dos Pobres”, na Rua General Humberto Delgado, e os muros e bancadas do Polidesportivo, na Zona Ribeirinha.

«Esta foi a segunda colaboração entre as duas instituições, depois de no final do ano passado ter sido efetuada a limpeza das bermas da estrada do Cerro de São Miguel e o corte e limpeza de vegetação na zona de recreio da Escola EB 2.3 Dr. João Lúcio, na Fuseta», revelou a autarquia olhanense.

A União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta prespetiva a continuação desta iniciativa de «sucesso», que «permite algum contacto dos reclusos com o exterior e favorece uma progressiva integração na sociedade».

Comentários

pub
pub