Nova exposição no Museu mostra como «Todos somos Portimão»

A taça de prata, oferecida ao Portimonense Sporting Clube na época 1923/24, pelo então Presidente da República Manuel Teixeira Gomes, os […]

A taça de prata, oferecida ao Portimonense Sporting Clube na época 1923/24, pelo então Presidente da República Manuel Teixeira Gomes, os troféus do Glória ou Morte, uma foto do grupo da Sociedade Vencedora Portimonense no Carnaval de 1925, ou ainda a “mesa” chamada Portimão, juntando as 30 nacionalidades presentes no concelho. Estas são algumas das peças da exposição «Todos Somos Portimão», que abre no sábado, 20 de Maio, às 17h00, no Museu Municipal da cidade, estrutura que nesse dia comemora o seu 9º aniversário.

José Gameiro, diretor científico do premiado Museu, explicou ao Sul Informação que a mostra, cujos últimos retoques estão agora a ser dados pela equipa, «apresenta fotografias e outros objetos ligados às coletividades da terra, mas não se dedica apenas aos clubes criados por portimonenses cá no concelho».

A exposição, propositadamente chamada «Todos Somos Portimão», também acompanha «os movimentos associativos dos imigrantes, como a associação Capela [ligada a imigrantes do Leste Europeu], ou outras de Cabo Verde, Angola ou Moçambique».

«Queremos mostrar como a sociedade civil reage, se expressa e se organiza, e como junta e acolhe todas estas diversas nacionalidades nesta nossa convivialidade mediterrânica», reforçou José Gameiro. «Inclusão, cidadania e sentido cívico serão alguns dos conceitos que perpassam por estas atividades e que ajudam a formar a identidade plural de Portimão».

«O objetivo é combater a indiferença e a injustiça em relação a estas questões de multiculturalidade, para que deixemos de falar do “nós e os outros”, como se não fossemos todos os mesmos», disse ainda o diretor científico do Museu de Portimão.

A exposição, sublinhou, integra-se «perfeitamente» no tema deste Dia Internacional dos Museus, assinalado a 18 de Maio pelo ICOM, e que este ano é “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”. E muito desse «indizível» e dessas «histórias controversas», salientou, pode ser contado pelas associações locais, de pessoas nascidas em Portimão ou que escolheram esta cidade para viver.

 

A equipa de futebol do Portimonense SC, na época de 1923/1924

Ou seja, a exposição «Todos somos Portimão», que abre no próximo sábado e ficará patente durante cerca de seis meses, tem um especial enfoque na forma como as coletividades e associações têm vindo a representar a mobilização de cidadãos em torno de objetivos comuns, nas áreas culturais, desportivas e sociais. Mas a mostra vai mais longe e dá também «um destaque especial aos cidadãos do município oriundos de outros países e cuja integração na sociedade portimonense se vai fazendo, também, através do associativismo e do encontro intercultural». Aliás, a diversidade continuará a ser celebrada no município, de 22 a 29 de Maio, com a realização da Semana Intercultural.

E já que o Museu é o lugar das Musas, o final da tarde de sábado, dia 20, será marcado pela música, poesia e teatralidade, com a chegada, às 18h00, de 9 musas gregas, filhas de Zeus e Mnemósine (deusa da Memória), protetoras das artes, ciências e das letras.

Esta animação é promovida pelos alunos/as dos cursos profissionais de Artes de Espetáculo e de Cordas e Teclas da Escola da Bemposta e adivinha-se bem divertida.

O programa de aniversário termina com uma degustação de conservas promovida pela Docapesca.

 

Mas o sábado, 20 de Maio, será ainda o dia dedicado à 17ª Corrida Fotográfica de Portimão, que já leva uma centena de participantes inscritos, vindos de todo o país e até da vizinha Espanha.

Das 9h00 às 20h00, os concorrentes da Corrida Fotográfica de Portimão passarão pelos diferentes postos de controlo, onde irão receber a indicação dos 8 temas a fotografar. Através das suas objetivas, espera-se um renovado e atualizado olhar pelo território do município, pelas atividades e vivências das suas gentes e pelos aspetos mais inesperados do seu património cultural e natural.

Se ainda não se inscreveu na Corrida Fotográfica, saiba que as inscrições terminam amanhã, dia 17 de Maio, e que o pode fazer clicando neste link para aceder à Ficha de Inscrição.

O Dia Internacional dos Museus, que se comemora a 18 de Maio, será assinalado pelo Museu de Portimão e Monumentos Megalíticos de Alcalar com entrada gratuita.

Inaugurado em 2008, o Museu de Portimão recebeu nesse ano uma menção honrosa na categoria “Melhor Museu Português”, pela Associação Portuguesa de Museologia, e no ano seguinte pelo Turismo de Portugal, na categoria “Novo Evento Público”.

Em 2010, foi distinguido internacionalmente com o prémio “Museu Conselho da Europa”, e, em 2011, com o prémio “DASA – Mundo do Trabalho 2011”.

Ainda nesse ano, foi premiado pelo filme “À conversa com Manuel Teixeira Gomes”, no Festival Tour Film Brazil 2011, realizado em Florianópolis, com a “Arara de Prata – Jovens Talentos”.

Em 2015, voltou a ser distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia com o prémio “Inovação e Criatividade”, pelo projeto “A nossa cultura sai à rua”.

 

Grupo da Sociedade Vencedora Portimonense, no Carnaval de 1925

Comentários

pub
pub